linkedin google plus facebook twitter
Home / Propostas de Emprego / 10 benefícios não financeiros a considerar numa proposta

10 benefícios não financeiros a considerar numa proposta

employee-benefits_360

Se finalmente conseguiu ser seleccionado para o emprego dos seus sonhos, mas este não vem com um salário de sonho…

…pense que antes de começar a sua nova função, há outros benefícios não-salariais que pode negociar com a empresa. Esses outros benefícios combinados com o ordenado podem melhorar o seu pacote salarial. A boa notícia é que essas regalias têm, muitas das vezes, um baixo, ou nenhum custo para a sua empresa.

Aqui estão dez outros benefícios que pode e deve pedir durante o processo de negociação:

1. Férias adicionais

Informe-se sobre o que a empresa oferece em termos de dias das férias e pergunte-lhes se é possível aumentá-los. Obter alguns dias de férias extra para relaxar numa praia ou passar mais tempo com a sua família, pode valer mais do que um salário maior.

2. Horários flexíveis

Uma das melhores regalias não salariais é de longe um horário flexível.

Será possível trabalhar a partir de casa 2 ou 3 dias por semana? Ou algumas horas por dia? A economia que vai ter em tempo, além de ter um horário mais tranquilo, pode ser suficiente para compensar um salário base mais baixo.

3. Ajudas no encargo com as crianças

A verdade é que os custos com as amas, creches, escolas ou atividades de tempos livres podem levar uma boa parte do ordenado.

Pergunte que opções a empresa oferece quanto aos cuidados com os filhos dos colaboradores. Ainda são poucas, mas já existem empresas que têm as suas próprias creches ou que dão apoio no acolhimento dos filhos dos funcionários. Outras atribuem um montante extra a trabalhadores com filhos mais novos.

Se não existem esses outros benefícios na empresa, saiba se é possível que lhe paguem ajudas de custo para cuidados infantis, principalmente quando sai mais tarde e tem que pagar horas extras à creche do seu filho.

4. Formação

Se tem a ambição de crescer e evoluir dentro da empresa, porque não pedir uma ajuda para continuar a apostar na sua formação?

Peça à sua empresa para suportar os custos e poder participar em workshops, seminários ou conferências.

Imagine ainda que ir tirar um mestrado pode ser uma mais-valia, não só para si, mas também para empresa. Porque não pedir que a sua empresa o ajude nesses custos? Existem entidades que estão dispostas a fazê-lo, uma vez que reconhecem a situação como um investimento direto para o seu negócio.

5. O seu próprio gabinete

Pode não conseguir logo um gabinete só para si, ou uma secretária bonita e disposta no melhor local das instalações da empresa, mas isso não quer dizer que não tente obter este benefício!

Dependendo da sua função na empresa, pode tentar evitar a vida sombria num cubículo cinzento, pedindo um local mais aprazível para trabalhar. Para algumas pessoas, estar perto de uma janela com luz solar, em vez de estar sob um olhar pálido de uma iluminação fluorescente, é um privilégio incrível que pode fazer uma diferença real no seu desempenho.

6. Garantia de indemnização

Os tempos são difíceis, e não há garantias de que o seu trabalho de hoje ainda existirá daqui a um ano.

Tente negociar uma garantia por escrito no seu contrato, onde fique previsto que, caso seja despedido, terá direito a um valor de indemnização para além do legalmente previsto. Isso vai protegê-lo caso perca a sua posição na empresa e pode fazer o seu patrão pensar duas vezes antes de se decidir pelo seu despedimento.

7. Subsídio de Transporte

Calcule as despesas com as viagens casa-trabalho que vai ter mensalmente e peça uma ajuda monetária para aliviar esta despesa. A empresa pode adicionar esta regalia ao seu contrato.

Consoante o tipo de empresa, pondere também a possibilidade de solicitar uma viatura de serviço para as suas deslocações.

8. Subsídio de Habitação

Se a sua casa fica longe do trabalho, também pode ser uma boa ideia pedir outro tipo de apoio, como um subsídio de habitação.

Em vez de outros benefícios como as ajudas de custo para transporte, a empresa até poderá ter um apartamento disponível perto da empresa. Ou então, pode dar-lhe uma ajuda no pagamento de uma nova casa, que fique mais próxima do local de trabalho.

Por outro lado, se já prevê que vai passar noites até tarde na empresa, também pode pedir que lhe paguem essas noites num hotel próximo. As empresas conseguem normalmente boas condições quanto ao pagamento de um quarto de hotel.

9. Ajudas de Representação

Se o seu trabalho implica ter uma boa apresentação, isso vai trazer-lhe custos com o seu guarda-roupa.

Pode pedir uma ajuda de custo para o vestuário. Afinal, a empresa vai pretender que esteja no seu melhor, uma vez que os está a representar.

10. Um título melhor para o cargo

O título de “secretário/a” pode não ser muito entusiasmante no seu currículo. Mas “assistente executivo/a” soa um pouco melhor.

Pergunte se pode fazer uma mudança no título do seu cargo, de modo a que reflita com precisão o seu trabalho. Assim, vai sentir-se mais confiante e esse título também o ajudará se um dia decidir procurar outro emprego no futuro.

Concluindo: não desanime se o seu emprego de sonho não tem um salário de sonho. Pense nestes ou outros benefícios que poderá negociar com a empresa, de forma a melhorar as condições remuneratórias.

About Alerta Emprego

O Alerta Emprego é um portal de emprego que ajuda empresas e recrutadores a encontrar os melhores candidatos e a gerir processos de recrutamento. Além de promover anúncios de emprego, o Alerta Emprego funciona como uma base de dados de CVs pesquisável, tornando mais fácil a procura de candidatos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*