A entrada de um novo ano, é o momento ideal para escrever uma nova página, só pelo simples facto de as pessoas criarem as suas próprias resoluções de Ano Novo.

Muitas vezes relacionamos novo ano, com novo começo e não deixa ser uma boa oportunidade para eliminarmos os maus hábitos e criarmos novas rotinas. Esta é uma boa forma de crescermos psicologicamente, emocionalmente, socialmente, fisicamente e intelectualmente. No entanto, as resoluções são mais fáceis de fazer do que propriamente manter, e até fim do mês de janeiro, muitos acabam por abandonar a determinação e voltar ao antigamente.

Segundo uma pesquisa realizada, apenas 9% das pessoas que fazem Resoluções de Ano Novo tiveram a sensação de objetivos alcançados. Essas resoluções passam muitas vezes por perder peso, melhores escolhas financeiras, deixar de fumar e até passar mais tempo com a família.

Muitas pessoas sentem que esses objetivos não foram alcançados, mas as notícias são boas. Conforme o estudo publicado no Journal of Clinical Psychology, as pessoas que definiram as suas resoluções de Ano Novo estão 10 vezes mais propensos a mudar de alguma forma o seu comportamento do que as pessoas que não o fazem.

Então qual a razão das pessoas decidirem mudar a sua vida no início do ano. Segundo estudos recentes, o “novo efeito de início” pode motivar os comportamentos. Por isso, o início de um novo ano é a oportunidade perfeita para um novo começo, daí muitas pessoas estabelecerem resoluções durante esse período. Esses momentos podem ainda apresentar novas oportunidades para que se superem lutas com força de vontade.

Como tal, o que pode aumentar a probabilidade de manter as suas resoluções?

Escolha um objetivo específico e realista

Todos os anos, várias pessoas querem “perder peso” ou “manter a forma” durante o próximo ano. Não opte por algo ambíguo e concentre-se em algo mais específico, concreto. Comprometa-se a perder 10 quilos, por exemplo, ou a participar numa mini maratona.

Não pense em demasiadas resoluções

Richard Wiseman, professor de psicologia da Universidade de Hertfordshire, sugere que deve escolher apenas uma ou duas resoluções e concentrar todas as energias nessas.

Também a Associação Americana de Psicologia refere que se se focar num só comportamento, é mais provável obter o sucesso a longo prazo. Ter muitos ao mesmo tempo acaba por ser assustador. Assim, manter todos os esforços num objetivo específico pode tornar a sua resolução mais viável.

Não espere até ao último minuto

Planear algo é essencial para alcançar qualquer objetivo. Por isso, os especialistas sugerem que deve dedicar algum tempo a planear como vai enfrentar a mudança do seu comportamento. Se começar a trabalhar num objetivo sem um planeamento, será mais fácil de desistir sempre que enfrentar um obstáculo, dificuldade ou resistência.

Anote o seu objetivo, e faça uma lista de algumas coisas que pode fazer para alcança-lo e vá observando quaisquer obstáculos que possam surgir. Ao identificar o que pretende realizar e as dificuldades que pode encontrar, estará preparado para manter a resolução e superar nas lutas.

Comece com pequenas etapas

Assumir em demasia é um dos motivos levam a falhar as resoluções de Ano Novo. Reduzir calorias, excesso de ginásio ou alterar radicalmente o seu comportamento são algumas formas para que o seu plano vá por “água abaixo”. Por isso, concentre-se nos pequenos passos, para que possam ajudar a alcançar o seu objetivo.

Por exemplo, se resolver correr numa maratona comece a correr duas a três vezes por semana. Se está a tentar ter uma alimentação mais saudável, comece por substituir alguns dos seus alimentos para alimentos mais nutritivos. Pode parecer lento ao início, mas com as pequenas mudanças vai perceber que é mais fácil manter os seus novos hábitos e aumentar a probabilidade para o sucesso a longo prazo.

Evite repetir falhas passadas

Evite definir as mesmas resoluções do ano anterior. Como explica Wiseman numa entrevista para o The Guardian, “Se as pessoas pensam que podem fazer o mesmo, até podem, mas já tentaram e falharam portanto a sua auto-crença será mínima.”

Ao tentar alcançar os mesmos objetivos do passado, avalie também os resultados anteriores. Quais as estratégias mais eficazes? O que o impediu para manter a sua resolução nos últimos anos? Mude a abordagem, terá mais oportunidades de ver resultados reais.

Lembre-se que a mudança é um processo

Os hábitos pouco saudáveis que agora está a tentar mudar provavelmente levaram alguns anos a desenvolverem-se, assim sendo com podem mudar num dia, semana ou mês?

Pode demorar mais tempo para alcançar os seus objetivos, mas esta não é a corrida para o fim. A partir do momento em que assumiu o compromisso de mudar determinado comportamento, é algo que vai trabalhar para o resto da sua vida.

Não deixe que os pequenos obstáculos o derrubem

Uma das razões mais comuns para que as pessoas possam renunciar um Resolução do Ano Novo é encontrar/ter uma fatalidade. Se cair num mau e velho hábito, não veja como sendo uma falha. O caminho a percorrer em direção ao objetivo não reto e acredite que haverá sempre desafios. Veja essas recaídas como uma aprendizagem.

Caso mantenha um diário de resolução, anote todas as informações importantes sobre a recaída e o que poderia ter desencadeado. Se entender os desafios que lhe surgem e que enfrenta, então estará mais bem preparado para o futuro.

Consiga apoio dos amigos e família

Provavelmente já ouviu esse conselho milhares de vezes, mas isso acontece porque o núcleo de amigos realmente funciona. O facto de ter um sistema de suporte sólido pode ajudar a mantê-lo motivado. Por isso, explique aos seus amigos e familiares quais são os seus objetivos, peça-lhes que o ajudem a alcança-los.

Renove a sua motivação

Provavelmente se sentirá confiante e motivado em alcançar o seu objetivo durante os primeiros dias de uma Resolução de Ano Novo. Isto porque ainda não enfrentou qualquer obstáculo ou tentação associada à mudança de comportamento.

Depois de se deparar com a realidade de ir para o ginásio às 7:00 da manhã ou ter ansiedade por falta de nicotina, a sua motivação para manter essa resolução começa a diminuir. Por isso, quando tiver que enfrentar tais momentos, lembre-se das razões porque o está a fazer. O que tem a ganhar ao alcançar o objetivo? Tente encontrar algumas fontes de inspiração para que o possam manter motivado e enfrentar os tempos difíceis.

Continue a trabalhar nos seus objetivos

Normalmente em fevereiro perdem a motivação inicial depois de fazerem a sua Resolução de Ano Novo. Como tal, mantenha essa inspiração bem viva e continue a trabalhar nos seus objetivos, depois mesmo de enfrentar contratempos. Caso a abordagem atual não esteja a funciona, então avalie novamente as estratégias e desenvolva um novo plano.

Pondere em criar um diário de resolução, onde pode escrever todos os seus sucessos e as suas lutas. Aponte ainda as razões pelas quais está a trabalhar para aquele objetivo, assim quando se sentir desmotivado e sem inspiração pode consultar as mesmas. Se trabalhar no seu objetivo durante todo o ano, podes ser das poucas pessoas que realmente manteve a sua Resolução de Ano Novo.

 

Fonte: Very Well