Escrever um currículo implica tomar algumas decisões como por exemplo o tipo de letra que vai utilizar, se deve ser cronológico ou funcional, elaborar uma descrição dos empregos anteriores, etc. Mas, idealmente deve adaptar o seu currículo a cada oportunidade de emprego a que se candidata. Descubra como.

Como adaptar seu currículo a cada oferta de emprego

Boas notícias: não precisa de atualizar o seu currículo cada vez que pretende submeter uma candidatura. Uma revisão completa ao documento iria demorar algum tempo e aumentaria a probabilidade de apresentar alguns erros.

Aqui estão algumas dicas e recomendações sobre como deve atualizar o seu currículo perante uma nova oferta de emprego.

Verifique a descrição da oferta

Tudo começa com a descrição da oferta: para que o seu currículo combine na perfeição com o emprego, é importante conhecer os requisitos do recrutador para a função. Por isso, elabore uma lista das principais palavras-chave à medida que vai lendo a oferta. Ou então, destaque frases-chave.

De seguida, leia o seu currículo

Agora que tem noção das suas competências e quais são exigidas para a função, leia o seu currículo. Tem essa experiência referida?

No seu currículo pode tentar chamar a atenção para todos os aspectos positivos da sua experiência, desde as suas competências como líder à gestão de projecto, para as suas competências relacionadas com métricas ou com a sua capacidade de atendimento ao cliente.

Contudo com uma descrição da função, pode aprimorar o objetivo do seu currículo. Para que não se disperse e possa se aproximar do que é desejado.

Não importa se tem ou não as principais qualificações visíveis. Os profissionais de recursos humanos tendem a repassar rapidamente o currículo e não olhar ao pormenor. Por isso, certifique-se que os detalhes mais importantes estão referenciados na parte superior da página e não na parte inferior ou na segunda página.

Veja algumas informações úteis sobre como combinar as suas qualificações com uma descrição de trabalho.

Actualize as principais secções

Não precisa de atualizar todo o seu currículo ou reestruturá-lo por completo para cada oferta do seu interesse. Segmente as áreas-chave para atualizar:

Resumo: Caso tenha esta secção no seu currículo, atualize-a de forma clara e mostre que é a combinação perfeita para a oferta. Mostre as suas competências mais relevantes. Por exemplo, se a oferta refere “trabalhador independente ou iniciante”, pode descrever-se como “Sempre disposto a tomar a iniciativa para grandes e pequenos projetos.”

Experiência: Só para algumas funções e dependente do histórico, eventualmente poderá fazer sentido dividir a sua experiência em secções. Imagine que a oferta exige um forte vendedor e que você trabalhou em vendas, mas por pouco tempo. Então pode dividir a sua experiência em duas secções: experiência em vendas e experiência de trabalho. Não é uma tarefa difícil, basta adicionar um título que lhe servirá para destacar o seu histórico mais relevante.

Descrição do trabalho: A organização da experiência é como é. O que realmente é importante, é a forma em como enfatiza as diferentes responsabilidades. Com total, elabore uma lista colocando os detalhes mais relevantes no topo de cada descrição de trabalho, para que os recrutadores consigam captar imediatamente esses detalhes.

Certifique-se que as palavras-chave mais importantes estão referenciadas

Há um fator que deve ter em consideração, é que para além de ter que mostrar-se aos entrevistadores e técnicos de recursos humanos, também terá que “agradar” as máquinas. Caso suspeite que o seu currículo irá passar por um programa de reconhecimento das palavras-chave, verifique se realmente tem essas palavras relevantes com base da descrição do trabalho.

Guarde o currículo atualizado

O ideal é que não tenha cometido erros com a atualização. Contudo, e antes de enviar o documento, faça uma rigorosa revisão final para os eventuais erros gramaticais ou de digitação.

Guarde o seu currículo. Se cada vez que ajustar o seu documento a uma oferta de emprego a que está a submeter a sua candidatura, e guardar cada versão acabará por ficar com muitas versões e assim criar alguns problemas com os arquivos.

No entanto, e caso o queira fazer, damos-lhe uma dica: crie uma subpasta no seu computador para cada verão do currículo. Por exemplo, pode criar pastas com o nome das empresas ou por competências, vendas, marketing, comunicação, entre outras. Desta forma, pode pesquisar e encontrar o currículo mais conveniente, quer para imprimir quer para anexar a uma candidatura.

Contudo evite colocar o nome do arquivo que utiliza para sua própria gestão, pois quando está a enviar a sua candidatura para além de si, também os recrutadores irão ver.

 

Fonte: The Balance