linkedin google plus facebook twitter
Home / Recrutamento / Dicas para recrutar internacionalmente

Dicas para recrutar internacionalmente

Como recrutar internacionalmente

Existem muitas razões possíveis para querer recrutar internacionalmente: pode estar à procura de expandir a actividade da empresa para outras localização ou querer contratar constantemente os melhores candidatos e para isso ter que estender o seu recrutamento a outros países, por exemplo.

Seja qual for o caso, para ser bem-sucedido existem algumas coisas que tem que aprender sobre recrutamento global, começando por conseguir gerir as diferenças culturais e linguísticas e passando por adquirir conhecimentos sobre as leis internacionais.

Para compreender melhor os processos de recrutamento, a multinacional KPMG realizou um inquérito a alguns departamentos de Recursos Humanos e concluiu que a expansão para outros mercados além fronteiras é a segunda maior preocupação destes profissionais (depois da retenção de talento) nos últimos anos.

Dicas para recrutar internacionalmente

Para o ajudar com este tipo de recrutamento, reunimos algumas dicas, em conjunto com o JobBoard Finder:

1. Adapte as suas estratégias ao mercado local

Cada país funciona de forma diferente no que diz respeito aos processos de recrutamento e, como tal os candidatos também diferem de região para região.

Pesquise quais os métodos e estratégias mais utilizadas para alcançar candidatos em cada país, conheça esses meios e desenvolva a sua estratégia a partir daí. Se possível arranje parceiros, tal como o Alerta Emprego que, no inicio do ano foi seleccionado como o novo parceiro do The Network em Portugal e passou a integrar uma rede global constituída por 1 portal líder por país, em mais de 130 países

2. Certifique-se que compreende as leis internacionais

É importante que entenda as leis de cada país como parte importante dos processos de recrutamento internacional. As leis de trabalho variam bastante consoante o local e deve certificar-se que entende completamente os processos de contratação e as obrigações enquanto empregador.

3. Faça a contratação pessoalmente

Fazer entrevistas via video-conferência é cada vez mais comum e começa a ser uma tendência em ascensão. No entanto, um encontro pessoal com uma lista já reduzida de candidatos é fundamental que aconteça.

Entre encontro é absolutamente necessário para avaliar a compatibilidade cultural entre os candidatos e os valores da sua organização.

4. Avalie as competências linguísticas

É importante que consiga determinar que o candidato que pretende contratar fala o suficiente da língua necessária. É também importante que avalie se o candidato será capaz de utilizar termos específicos do sector caso seja necessário.

5. Conheça o potencial de recrutamento de cada local

É crucial que os recrutadores estejam sempre atentos às últimas tendências. Leia constantemente relatórios sobre as taxas de empregabilidade de cada país, por tipo de sector, função, região, etc.

Procure também informações relativas aos candidatos: níveis de educação, capacidade linguística, experiência profissional, características culturais, etc.

 

Recrutar internacionalmente pode ser algo que consuma algo tempo para além de ser um processo desafiador. No entanto, nada é mais importante para o sucesso de um negócio do que conseguir ter a melhor equipa possível.

Conheça aqui as nossas soluções de recrutamento internacional.

 

Fale Connosco

 

About Alerta Emprego

O Alerta Emprego é um portal de emprego que ajuda empresas e recrutadores a encontrar os melhores candidatos e a gerir processos de recrutamento. Além de promover anúncios de emprego, o Alerta Emprego funciona como uma base de dados de CVs pesquisável, tornando mais fácil a procura de candidatos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*