currículo

Sabia que a maioria dos recrutadores perde o interesse logo nas 3 primeiras linhas quando recebem currículos que parecem sempre iguais? Seja por utilizarem a mesma fonte, a mesma formatação, o mesmo cabeçalho com os dados pessoais, entre outros.

Num mercado de trabalho tão competitivo, pode ser o momento de rever o seu currículo e aumentar a suas hipóteses de cativar o interesse do recrutador.  Veja a seguir 10 dicas, apresentadas pelo Work it Daily, que serão úteis na criação de um CV e na construção de uma marca pessoal:

1. Utilize traços para separar conteúdo

Tente colocar o seu nome, endereço, e-mail e telefone na mesma linha no topo, separados por traços. Utilize um tipo de letra e uma cor diferente para o seu nome.

Nome Sobrenome | Lisboa | nome.sobrenome@gmail.com | Tel. XXX XXX XXX

2. Adicione o seu perfil do LinkedIn

Não se esqueça de adicionar o seu link de perfil do LinkedIn no topo. Não tem um perfil do LinkedIn? Não perca tempo e faça já o seu, afinal, os recrutadores procuram os candidatos na rede social profissional. Utilize o ícone do LinkedIn e insira um hiperlink direcionando para o seu perfil.

 www.linkedin.com/in/nomesobrenome/

Veja aqui várias dicas sobre como melhorar o seu perfil no LinkedIn.

3. Crie um logótipo

Um logótipo irá ajudar a tornar a sua marca pessoal mais forte e a probabilidade de cativar a atenção do recrutador será maior. Considere contratar um artista gráfico para criar um design simples com as suas iniciais e cores. O custo deverá ser mínimo e o impacto vale cada cêntimo. Depois, deverá utilizar o seu logótipo em todos os documentos enviados, como a carta de motivação/apresentação, currículo, portefólio, ou outro. Padronize utilizando no topo dos documentos, de forma centralizada: linha 1: logótipo; linha 2: nome e informações de contacto; linha 3: perfil do LinkedIn.

4. Substitua o longo parágrafo de introdução

Muitas empresas utilizam sistemas ATS para rastrear os candidatos e esses sistemas fazem pesquisas através de palavras-chave. Em vez do parágrafo de introdução, inclua seis a nove competências essenciais que sejam relevantes para a descrição do trabalho. (E lembre-se de adaptar de acordo com cada vaga a que se candidata).

5. Adicione soft skills

Se se formou há pouco tempo e não tem muita experiência ou está a trocar de área, além das suas competências essenciais inclua algumas soft skills, tais como paixão para o sucesso, motivação, inteligência, empatia, entre outras.

6. Separe as secções utilizando espaços em branco ou caixas de texto preenchidas com cores

A cor é perfeitamente aceitável, mesmo em sectores mais conservadores. Escreva o texto em fonte branca e realce com cores escuras. Faça o seu currículo aparecer quando for aberto. Azul marinho e cinza escuro são boas opções de cores, assim como vinho ou verde. Apenas tenha bom senso para não transformar o seu currículo num Carnaval.

7. Liste as suas maiores realizações

A parte mais importante do currículo é a metade superior da primeira página. Este é o momento de se vender e atrair o leitor para que ele continue a ler o seu CV. Utilize tópicos para listar as suas 3 ou 4 maiores realizações profissionais.

8. Adicione citações

Inclua algumas citações das suas recomendações do LinkedIn na metade superior do seu currículo. Também poderá colocar de forma estratégica noutras áreas do CV, em caixas de texto em forma de citações.

9. Personalize

Personalize o seu currículo e mostre quem realmente é. Tente incluir uma citação profissional favorita no topo do currículo, próximo ao seu nome, numa caixa de texto. Veja este exemplo escrito por um profissional recém-licenciado, para iniciar na área de vendas: “Eu acredito que a chave para uma carreira de vendas bem-sucedida é a humildade. É preciso abraçar o ensino para ser ensinado”. Preencha a caixa de texto com uma cor para torná-la atractivo ao leitor.

10. Adicione gráficos

Se estiver em vendas, utilize tabelas e gráficos coloridos que demonstre as suas metas e os resultados alcançados.