Uma vez mais e semelhante aos outros anos, a Google é uma das empresas mais atrativas para os universitários portugueses. E não importa a área de estudo. Em segundo lugar encontram-se a Microsoft ou a Jerónimo Martins, mas aqui o curso já tem relevância, nestes casos para Tecnologia e Gestão respetivamente.

Relativamente aos estudantes de Gestão, em três anos e pela primeira vez, a Jerónimo Martins ficou à frente da Sonae que ocupou o segundo lugar da tabela.

Como explica Miguel Gonçalves da agência Spark Agency, o estudo teve como base “algumas das mais relevantes academias de Gestão e Tecnologia em Portugal”. A agência extraiu estas conclusões segundo as respostas de 3600 jovens. Este estudo contou com a colaboração da Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho.

No entanto, verificou-se uma queda de atratividade para as grandes consultoras, excepto a KPMG – única que manteve a mesma posição da lista.

Os alunos de Gestão definiram o top 10 com a Google a liderar a tabela, seguida pela Jerónimo Martins, Sonae, Deloitte, Microsoft, KPMG, PWC, L’Oréal, McKinsey&Company e TAP.

Já os alunos de tecnologia, para além da Google em primeiro lugar, escolheram a Microsoft, Bosch, EDP, Sonae, BMW, Jerónimo Martins, Galp, TAP e Mercedes-Benz.

 

Fonte: Human Resources