Como já deve saber encontrar emprego demora sempre algum tempo, requerendo também muito do seu foco. Após algumas horas de pesquisa, clicar na última página de anúncios, escrever e reescrever a carta de apresentação, carta após carta, o mais certo é acabar por ir ao Facebook, ler as notícias ou espreitar o Instagram.

Mas esses minutos perdidos, se forem somados transformam-se em dias e podem assim, reduzir a sua produtividade relativamente à procura de emprego.

Mas felizmente procurar o seu emprego de sonho não tem que ser uma experiência dolorosa.  Pois com o planeamento certo, pode maximizar os seus esforços e aproveitar cada minuto que retirou para procurar emprego. Veja como fazê-lo.

1. Crie um plano para a sua procura de emprego. Não basta procurar emprego sempre que quer. Analise a sua agenda semanal e encontre espaços para a sua pesquisa de emprego, bloqueie esses espaços e cumpra o que programou. Caso seja uma pessoa muito ocupada, talvez seja necessário ser criativo e encontrar um tempinho para a procura. Por exemplo, uma hora antes do pequeno-almoço, depois do jantar ou aos fins-de-semana.

Também pode ajudar se dividir o processo da procura de emprego em diferentes categorias, como por exemplo, à segunda-feira procure ofertas de emprego não mais que duas horas, à quarta-feira pode elaborar e rever os materiais e enviar as suas candidaturas. À sexta-feira faça contactos para obter os feedbacks.

2. Enquanto estiver à procura de emprego esteja verdadeiramente dedicado. Depois de encontrar esse tempo de pesquisa e procura de emprego, não permita que as distrações do dia-a-dia façam uso desse tempo. Se possível, vá para uma biblioteca ou para um café em que duas horas são realmente duas horas. Não faça duas horas, em que 30 minutos está a passear o seu cão, ou a tentar que os seus filhos almocem.

É importante trabalhar num ambiente em que possa estar concentrado, para que evite alguns erros, como erros de digitação do seu currículo, carta de apresentação ou uma má interpretação dos requisitos da oferta.

3. Experimente uma aplicação de bloqueio da distração. Se uma rede social for a culpada da distração, experimente uma aplicação que a bloqueia (por exemplo, o ColdTurkey), assim pode bloquear o Facebook ou o Pinterest, entre outros. Desta forma, pode aproveitar ao máximo o tempo que retirou para se dedicar à submissão das suas candidaturas em ofertas de emprego.

Outra dica: mantenha o telemóvel escondido (ou em modo de voo), desligar a sua televisão também ajuda.

4. Monitorize o seu tempo. Quando tem um relógio a funcionar, o mais provável é concentra-se numa determinada tarefa e ir direto à mesma. Além disso, se gerir o seu tempo isso impede-o que se sinta cansado. Experimente a técnica de “Pomodoro”, que consiste em fazer uns “sprints” de 25 minutos, seguidos de pausas de 5 minutos, e beba um café, alongue ou oiça um pouco de música. O Tomato Timer é um temporizador online que utiliza a técnica de Pomodoro. Pode utilizar esta aplicação de forma gratuita, para o melhor ajudar a gerir o seu tempo.

5. Desenvolva (e organize) os materiais estratégicos na procura de emprego. Na luta para escrever novas cartas de apresentação ou para ajustar o seu currículo a uma determinada oferta, é um desperdício de tempo e pode levar a muitos erros. Contudo, é importante personalizar todo o material de candidatura que tem para cada oferta e às quais pretende se candidatar.

Pode facilitar o seu trabalho ao criar uma carta de apresentação “base” que pode editar rapidamente para a oferta que pretende candidatar-se.

Caso esteja à procura de diferentes tipos de trabalhos, escreva uma carta de apresentação para cada tipo e crie diferentes versões do seu currículo para acompanhar as mesmas. Desta forma, terá sempre algo preparado e pronto a enviar, somente terá que fazer alguns ajustes que sejam necessários.

Guarde-os em pastas organizadas, no seu computador ou em serviços de armazenamento e sincronização de arquivos online (as chamadas clouds) e use nomenclaturas claras para que saiba identificar e não misturar nada.

6. Faça o acompanhamento de tudo o que faz. Pode parecer que está a perder o seu tempo ao acompanhar as candidaturas que submeteu ou que considere submeter a longo prazo. Tenha uma lista sempre à mão, ou no seu computador, para ajudá-lo. Assim, pode evitar que se candidate à mesma oferta duas vezes ou ler a mesma descrição de trabalho várias vezes.

Também pode ter um tipo de registo, que poderá ser usado como uma métrica para determinar o seu nível de sucesso, por exemplo, quantas respostas ou convites para entrevistas recebe e com os diferentes tipos de ofertas ou empresas.

 

Fonte: The Balance