Grande parte desta geração encontra-se no início das suas carreiras profissionais e por isso procuram oportunidades onde possam crescer. O segredo para os atrair é saber como podem desempenhar uma função, de forma a indicar-lhes que estão no lugar certo para subir as escadas da sua carreira profissional.

Identificar as motivações dos millennials, irá dar-lhe vantagens de saber o que estes procuram, qual o nível de responsabilidades que pretendem e o que os estimula para permanecerem numa empresa por muito tempo.

1. Procuram-no online

É a geração online que cresceu com a internet a oferece-lhes diversos tipos de informações. Certamente é o primeiro local onde vai iniciar a sua procura de emprego, onde pesquisa por ofertas ou informações sobre a empresa. Daí a importância da disponibilização de toda a informação na internet.

Verifique se o site da sua empresa é profissional, se está atualizado e se disponibiliza todas as informações necessárias para o candidato a um emprego. Marcar presença nas redes sociais é também uma vantagem, pois permite mostrar o seu employer brand e envolver os jovens candidatos.

 2. São como consumidores

Querem saber porque devem aceitar o emprego, o que podem beneficiar com isso, e como é que podem ter impacto no sucesso da empresa.

Os recrutadores podem vender a função e desenvolver uma marca de talentos nas redes sociais. Podem também identificar o que público-alvo que deseja, assim como criar relações com possíveis futuros colaboradores.

3. Procuram oportunidades para crescer

Os millennials esperam em progredir nas suas carreias profissionais mais rapidamente do que as gerações anteriores, então, caso não haja margem para a promoção, são mais propensos em mudar de emprego numa fase inicial. Ter a oportunidade de aprender e devolver novas competências no trabalho também são fatores importantes quando procuram um novo emprego. Assim sendo, nunca é demais oferecer uma formação para os incentivar.

4. Querem flexibilidade

O equilíbrio entre a vida profissional e a pessoal é mais importante para esta geração, do que era para as gerações anteriores. Pois querem um trabalho em que consigam conciliar a família, a vida social, e os tempos livres.

O que não significa que querem trabalhar menos, até porque não deixa de ser uma geração trabalhadora e ambiciosa. No entanto, se tiverem a hipótese de terem um horário flexível, muitos preferem.

Com a tecnologia avançada, o trabalho à distância é cada vez mais popular, o que permite aos seus colaboradores fazerem o seu trabalho fora do escritório, mas sempre conectados à restante equipa.

5. A cultura da empresa é importante

Um dos principais fatores em que esta geração tem em consideração, mesmo antes de aceitar qualquer proposta de emprego é a cultura da empresa. O tipo de cultura influência a decisão, em que esta tem que se enquadrar na sua personalidade e no seu modo de trabalhar.

Não são pessoas a contentarem-se com um salário generoso como eram as gerações anteriores. Concentram-se mais em encontrar um emprego que irão apreciar e que os fazem sentirem inspirados.

Muitos candidatos a um emprego voltam às redes sociais e às páginas de empresa para construírem uma ideia sobre o ambiente de trabalho e sobre as pessoas. Ao fazerem isto, em mostrar a sua equipa, dar informações sobre a empresa, pode ajudar futuros colaboradores a construir uma imagem de como será trabalhar na sua empresa.

6. Nem tudo é dinheiro

Até desejam ganhar muito dinheiro, mas existem outras vantagens menos tangíveis e outros benefícios que os atraem mais. Como por exemplo, o trabalho flexível, o tempo de férias, a oportunidade de desenvolvimento de carreira e espaço para poderem inovar.

 

Fonte: The Undercover Recruiter