Certamente que todos nós já ouvimos falar de mitos relativamente a processos de recrutamento, mas sabe distinguir a realidade? Vejamos alguns mitos existentes que os candidatos a emprego devem ter em mente.

Mito # 1: Todas as ofertas de emprego são publicadas em plataformas de emprego

Definitivamente não é uma verdade. A verdade é que muitos técnicos de recrutamento hesitam em publicar as ofertas, devido ao excesso de candidaturas não apropriadas à vaga.

Muitas dessas ofertas são preenchidas na própria empresa, através de referências dos colaboradores ou pela escolha de perfis provenientes de um grupo de talentos. Daí a importância da rede de contactos ser crucial numa estratégia de pesquisa.

Mito # 2: Ninguém lê a carta de apresentação

Para cada oferta a que está a candidatar-se, o ideal será criar uma carta de apresentação personalizada em que deve especificar o porquê de ser o selecionado para ocupar o cargo.  A carta de apresentação é sempre lida pelo recrutador, de forma a despertar o interesse do mesmo, seguindo-se a observação do currículo.

A carta de apresentação oferece uma única oportunidade para mostrar a paixão pelo trabalho, junto a uma história convincente das quais pretende partilhar com o potencial recrutador.

Mito # 3: Basta candidatar-se que vai ter uma entrevista

Sabe o quanto é difícil o mercado de trabalho nos dias que correm. Então, porque pensa que o simples facto de enviar uma candidatura é sinónimo de entrevista? Por isso, deve ser proactivo na pesquisa de emprego de forma a ser selecionado para as ofertas de emprego.

Deve acompanhar as candidaturas submetidas, a rede contactos com outros profissionais que de certa forma o podem ajudar na procura de emprego e deve ainda manter uma presença online positiva.

Mito # 4: O candidato mais qualificado é aquele que consegue o emprego

Chegada a hora da entrevista, pode pensar que conseguiu o emprego. A sua escolaridade, competências e experiência encaixam na perfeição no perfil desejado. Mas não festeje já, pois nem sempre a pessoa mas qualificada é aquela que acabou de conseguir o emprego.

Também deve encaixar na cultura da empresa. Em muitos casos, o recrutador determina esse factor para perceber até que ponto se enquadra na empresa.

Mito # 5: Senão teve resposta, a oferta foi preenchida

Muitas vezes pode acontecer, mas nem sempre é assim. Por vezes, os candidatos esquecem-se ou evitam acompanhar certas empresas depois de estas abrirem as vagas. Contudo, o devido acompanhamento pode ser um aspeto importante durante a pesquisa de emprego. Já que algumas pessoas não o fazem, coloca-as de parte relativamente a outros candidatos.

Também tem a oportunidade de se “vender” à empresa e mostrar todo o interesse em fazer parte da equipa. Como tal, não assuma que a oferta já está preenchida. Pergunte sim, sobre o estado da posição em aberto.

 

Fonte: Work it Daily