linkedin google plus facebook twitter
Home / Carreiras / Os profissionais qualificados estão satisfeitos com a sua situação laboral?

Os profissionais qualificados estão satisfeitos com a sua situação laboral?

O estudo da Hays visa recolher, junto dos profissionais qualificados informações sobre temas como as perspetivas de carreira, procura e oferta de competências, satisfação salarial e planos para o futuro.

Neste estudo participaram mais de 2600 candidatos e 840 empregadores que ajudaram a compreender o mercado de trabalho português ao nível da retenção e atracção de talentos.

Reter os melhores profissionais

Ao que tudo indica, atualmente o mercado português retomou o dinamismo, e por isso este estudo serviu para perceber junto dos profissionais portugueses se estão ou não satisfeitos com o seu emprego ou se procuram novos desafios. O interesse pela mudança de emprego está nos 70%, abaixo dos 75% habituais.

Nos últimos anos, tem se verificado uma diminuição no interesse em novos projetos profissionais. É o primeiro ano, em que a percentagem de candidatos que pretende mudar de emprego é mais baixa, comparativamente à percentagem de empregadores que querem recrutar.

Os profissionais qualificados estão satisfeitos ou não com a sua situação laboral?

Será que as políticas de retenção e valorização de talento estão a ser positivas? Estarão a compensar?

Este estudo tentou perceber junto dos profissionais o seu índice de satisfação e quais os fatores que influenciam a diminuição da disponibilidade para novos projectos.

Assim sendo, concluiu-se que os profissionais com mais de 35 anos de idade, estão há menos de 6 anos no seu atual emprego. Dos inquiridos, 70% revelam que a sua situação profissional é estável, pois têm um contrato sem termo com a empresa empregadora.

No que diz respeito à satisfação com o atual emprego, foram indicados negativamente alguns fatores. Dos quinze, sete não estão na lista de satisfação dos profissionais inquiridos. Como podemos ver na tabela abaixo, destacam-se as perspetivas de progressão, prémios de desempenho, comunicação interna, pacote salarial e a formação.

 

Este estudo também serviu para medir até que ponto os empregadores apostam nas políticas de retenção e valorização de talento, de forma a contornar o nível de insatisfação apresentada.

Se observarmos a progressão de carreira, em que existe um forte descontentamento dos profissionais, apenas 7% dos profissionais qualificados referem que foram promovidos em 2016, já 45% das empresas indicam terem feito essas promoções.

Para os empregadores houve um aumento considerável, mas para os profissionais a percentagem tem se mantido estável.

É notável que cada vez mais as empresas realizam promoções. Contudo para os colaboradores há uma estrutura constante abaixo dos 10%.

Relativamente às promoções por região, foi notório que o Norte e Centro do país apresentam uma maior percentagem. Para além que, as grandes empresas e as multinacionais são aquelas que mais promovem os seus colaboradores comparativamente às PME’s ou startups/microempresas.

Para os empregadores o grande motivo para a promoção de um colaborador está na sua performance. Este motivo é manifestado em 72% dos casos. No entanto, existem outros que levam à promoção dos profissionais como por exemplo, um processo de reestruturação interna da empresa, ou a necessidade de motivar o colaborador. Não menos importante e que também se destaca é o crescimento da equipa e do negócio.

Ainda de referir, que a motivação do colaborador apresenta-se com maior percentagem no Norte e Centro do que no Sul. Curiosamente, nas mesmas regiões ainda está a promoção por crescimento do negócio, por equidade interna da equipa ou se o colaborador recebeu uma proposta de outra empresa, como pode ver abaixo.

 

Veja aqui o Guia Laboral.

Fonte: Hays Portugal

About Alerta Emprego

O Alerta Emprego é um portal de emprego que ajuda empresas e recrutadores a encontrar os melhores candidatos e a gerir processos de recrutamento. Além de promover anúncios de emprego, o Alerta Emprego funciona como uma base de dados de CVs pesquisável, tornando mais fácil a procura de candidatos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*