linkedin google plus facebook twitter
Home / Carreiras / Webinar: técnicas de vendas para quem procura emprego

Webinar: técnicas de vendas para quem procura emprego

 

Durante o Job Summit, a primeira feira virtual “a sério”, em Portugal, José Almeida – fundador da Ideias & Desafios – realizou um webinar sobre “Técnicas de vendas para quem procura de emprego – como competências comerciais o podem ajudar”.

Durante o webinar, o orador abordou diversos temas tais como:

  • Como efectuar contactos de qualidade
  • Como conseguir mais entrevistas
  • Tipos de interação com as empresas
  • A importância da presença nas redes sociais, sobretudo no Linkedin

Veja neste artigo, um resumo do webinar, e das técnicas de vendas apresentadas por José Almeida, que o podem ajudar a encontrar emprego!

Técnicas de vendas para quem procura de emprego

Tal como José explica, existem muitas formas, técnicas e estratégias para procurar emprego, mas para muitos especialistas uma das formas mais eficazes é usar o processo comercial, tal como se de uma venda se tratasse. Mas, para percebermos melhor a ideia vejamos em que consiste e analisar o processo comercial:

  • Contacto inicial
  • Reunião
  • Proposta
  • Negociar
  • Fecho

Vamos supor que realiza 100 contactos que resultariam em 10 reuniões. Dessas reuniões, 5 convertem em propostas. Por fim duas entram em negociação e numa fecha o negócio. Na procura de emprego o processo é o mesmo. Devemos ter uma maior preocupação tanto no contacto inicial mas também no fecho: um emprego.

Mesmo que envie diversos emails com currículos e cartas de apresentação, tem que ter em consideração que estes podem ser só mais um entre outros tantos – não se irá distinguir dos restantes. Ou seja, não existe qualquer perceção de valor por parte da empresa perante o candidato.

Nos dias que correm as empresas tem uma tendência para procurar os candidatos através das redes sociais e principalmente do Linkedin. Através desta rede social, a empresa consegue perceber toda dinâmica do candidato, o tipo de atividades que realiza e muito importante também se estão envolvidos em projetos e quais os projetos.

Daí a comparação com o processo comercial. Quanto mais contactos fizer, maior é a probabilidade de surgirem mais entrevistas, e maior é a probabilidade de gerar mais propostas de emprego. E como não poderá deixar de ser a probabilidade de fechar uma oferta de emprego.

Depois, quantas mais propostas de emprego um candidato tiver, maior é a opção de escolha. Assim, terá a opção de escolher entre as propostas e optar pela que melhor se adequa ao seu perfil. Se estiver perante uma única proposta, é quase como obrigado a aceitá-la, correndo o risco de não ser a ideal.

Como tal, é importante a forma como chegamos aos contactos. É fundamental ter várias portas de entrada e também outros meios para alcançar os decisores.

Então, o que fazer para chegar até aos decisores?

1º passo – Sabermos muito bem no que somos realmente bons

Mesmo que não tenha experiência profissional, pense no curso que tirou e pense no que mais se destacou nos trabalhos de grupo, por exemplo, falar em público, interação com outras pessoas, nas matemáticas ou na escrita.

É muito importante saber vender-se a si próprio. Se não o fizer, ninguém o fará por si. Uma dica: se não sabe quais são as suas mais-valias, peça a alguém que lhe mostre aquilo em que é realmente bom. Solicite a pessoas com quem trabalhou ou pessoas da sua família, que respondam a duas perguntas:

  • Três coisas que faço bem?
  • Três coisas que deveria mudar e porquê?

2º passo – Descobrir a nossa paixão

Uma vez que já descobriu as suas capacidades, aquilo em que é bom, descubra agora a sua paixão. Ou seja, quando fala em trabalhar em algo, o que realmente mexe consigo? Ou com base em experiências anteriores veja o que gostou mais de fazer. Uma vez que tenha conseguido juntar estes dois fatores então alcançou a fórmula do sucesso.

3º passo – Perceber o que mercado procura

Depois dos dois passos anteriores, só precisa de perceber o que o mercado procura. O sector do turismo, por exemplo, tem muitas dificuldades em encontrar cargos de direção, para vendas ou especialistas na área. Então aposte em nichos de mercado onde não existe ninguém à procura de emprego e criar estratégias para chegar aos decisores, mesmo que não tenha experiência.

Vejamos um exemplo: imagine que tirou um curso na área comercial. Por que não ir às empresas e dizer que gostava de experimentar esta área, proponha-se a ser comissionista durante três meses. E veja se é essa área que realmente quer seguir. No futuro poderá mencionar que trabalhou como comercial na empresa X. Estas iniciativas são bastante apreciadas pelas empresas.

Outro meio para chegar até aos recrutadores é através das redes sociais, como o Linkedin. Esta é uma rede de negócio que não funciona como um envio de email. Não se deve usar esta rede como um canal de envio do currículo para um diretor de uma empresa. Esta é uma rede onde se procura talento.

 

Então como mostrar o nosso talento no Linkedin?

Em primeiro lugar deve ter um perfil bom e composto. Em segundo lugar, aproveite os seus trabalhos de curso, por exemplo, vídeos, artigos ou análises que tenha realizado e adicione ao seu perfil, pois torná-lo-à mais completo. Os recrutadores dão um grande valor a esse tipo de pormenores e quando estão a analisar os candidatos percebem imediatamente se a pessoa em questão tem ou não interesse.

Em terceiro lugar, alimente o Linkedin com conteúdos e não se conecte a todas as pessoas. Partilhe em grupos de discussão e/ou no seu perfil, temas que sejam do seu interesse e da área em pretende conseguir trabalho.

Aposte por exemplo, em publicações de artigos internacionais, atendendo aos direitos legais, e participe também em discussões, isso vai torna-lo bastante ativo. Perceba ainda onde existe networking para marcar presença. Exponha-se para que sejam os outros a pedirem-lhe para colaborar nas suas empresas.

Em suma, saiba no que realmente é bom, descubra onde está a sua paixão, e procure a empresa onde pode reunir esses fatores. Tente chegar aos recrutadores com as diferentes formas, através de redes sociais e a participação em conferências e eventos.

Participe em grupos de treino para falar em público, em projetos de responsabilidade social, estas são algumas sugestões de networking e de também onde pode conhecer mais pessoas. Mostre as suas competências e mais-valias, para que o mercado o possa encontrar e conhecê-lo.

Por último, tenha a noção que se um vendedor fizer 100 contactos, não tem 100 reuniões, o mesmo se passa quando está à procura de emprego, pode enviar 100 currículos mas não terá 100 entrevistas.

Lembre-se que é importante fazer contactos de qualidade e dedicar tempo a cada email ou cada oferta de emprego. E responda à pergunta “O que poderia fazer diferente na empresa?”.

 

Veja o video completo aqui!

About Alerta Emprego

O Alerta Emprego é um portal de emprego que ajuda empresas e recrutadores a encontrar os melhores candidatos e a gerir processos de recrutamento. Além de promover anúncios de emprego, o Alerta Emprego funciona como uma base de dados de CVs pesquisável, tornando mais fácil a procura de candidatos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*