redes sociais

Cada vez mais, as empresas utilizam as redes sociais para fazer uma pré-selecção dos candidatos a um emprego. Ali, podem conhecer o perfil profissional e a personalidade de quem respondeu à oferta. Desta forma, conseguem perceber se o candidato seria um bom fit para a cultura empresarial e se reúne as competências necessárias à execução das tarefas.

91% dos 300 recrutadores entrevistados utiliza as redes sociais para fazer uma pré-selecção dos candidatos. Destes, 76% utiliza o Facebook, 53% o Twitter e 48% o LinkedIn, estando esta última rede a crescer.

Quando é que os recrutadores utilizam as redes sociais?

  • 47% afirmou pesquisar informação sobre o candidato logo após receber a candidatura
  • 27% procura o candidato nas redes sociais após o contacto inicial (por exemplo: telefonema para marcar a entrevista)
  • 15% após uma conversa detalhada (entrevista de emprego)
  • 7% afirma não utilizar as redes sociais para fazer uma pré-selecção dos candidatos
  • 4% indica que apenas o faz antes de oficializar a oferta de emprego

Qual a taxa de rejeição dos candidatos?

  • 69% dos recrutadores já rejeitou candidatos por conteúdo constante nas redes sociais
  • 26% afirma que ainda não rejeitou qualquer candidato por este motivo
  • 5% não utilizam as redes sociais para pré-seleccionar potenciais funcionários

Mas as redes sociais não servem só para eliminar os candidatos: 68% dos recrutadores já contratou um candidato com base no que viu nas redes sociais.

Porque é que os recrutadores rejeitaram os candidatos?

*Em percentagem de empregadores que assinalou cada resposta

  • Mentiu sobre as suas qualificações: 13%
  • Colocou fotografias inapropriadas nas redes sociais: 11%
  • Fez comentários inapropriados: 11%
  • Comentou negativamente o  empregador anterior: 11%
  • Não sabe comunicar: 11%
  • Fez comentários discriminatórios: 11%
  • Colocou conteúdo sobre a utilização de drogas: 10%
  • Colocou conteúdos sobre ingestão de bebidas alcoólicas: 9%
  • Partilhou informação confidencial relativa ao anterior empregador: 7%

O que fez com que contratassem os candidatos?

*Em percentagem de empregadores que assinalou cada resposta

  • As redes sociais deram uma boa impressão da personalidade do candidato, o que demonstrou que se encaixaria bem na cultura da empresa: 39%
  • O perfil demonstrou que o candidato é criativo: 36%
  • O perfil reforçou as suas qualificações profissionais: 36%
  • O candidato tinha boas referências escritas por outros profissionais (ex: referências do LinkedIn): 34%
  • O candidato demonstrou capacidade de comunicação: 33%
  • O perfil demonstrou que o candidato é versátil: 33%
  • Candidato recebeu prémios e louvores: 24%

Aprenda aqui a utilizar as redes sociais na procura de emprego para não perder oportunidades.

Fonte: The Undercover Recruiter