emprego

Escreveu uma excelente carta de apresentação, assegurou-se que tudo no seu currículo estava correcto e conseguiu uma entrevista de emprego! Tudo parecia ir bem e saiu de lá confiante. Mas, uma semana depois, recebe um e-mail do recrutador a informar que optaram por outro candidato e que seu CV ficará no banco de dados da empresa.

O que pode ter corrido mal? O The Undercover Recruiter enomerou as 5 razões mais comuns por não ter ficado com o emprego.

1. A descrição do trabalho mudou

Às vezes, após a realização de várias entrevistas, a empresa pode decidir rever a descrição do anúncio devido a diversas razões, incluindo questões orçamentais ou mesmo mudanças dentro da empresa. E por isso, podem alterar as habilitações e competência necessárias para o cargo ou até mesmo fechar a vaga.

2. Promoveram um funcionário actual

Estava a “competir” com alguém que já trabalha na empresa e optaram pelo funcionário, o que é comum. Às vezes as empresas permitem que os seus funcionários se candidatem a outras funções dentro da organização e, como já fazem parte dos quadros, o custo de contratação é menor.

3. Não estava preparado para a entrevista

Chegou alguns minutos atrasado à entrevista, foi com calça de ganga e ténis ou acordou tarde e, sem tempo para o pequeno-almoço, comprou algo no caminho e comeu durante a entrevista (depois do entrevistador ter dito que seria uma entrevista casual). Essas coisas podem parecer normais, mas são erros fatais que podem custar o emprego.

4. O entrevistador acha que não está interessado

Pode até achar que correu tudo bem, mas o entrevistador pode ter sentido que não estava realmente interessado no trabalho. Muitas vezes essa impressão é transmitida por não ter feito as perguntas certas durante a entrevista ou não ter demonstrado entusiasmo. Mostre que a função é importante e interessante para si e fale sobre de que forma poderia contribuir para a empresa.

5. A suas referências não estavam preparadas

É comum os recrutadores pedirem referências durante o processo de recrutamento e, se estas não estiverem preparadas, poderão custar a oportunidade de trabalho. Lembre-se sempre de preparar e conversar com as suas referências antes de indicá-las duranto um processo seletivo. E avise-as de que alguém pode entrar em contacto para falar sobre o seu desempenho profissional. Aproveite e fale sobre o que gostaria que dissessem e quais as competências mais importantes para a função a que se candidata.