8 sinais para anúncios de emprego fraudulentos   

Já alguma vez viu um anúncio de emprego e se questionou se será real ou não? Por vezes pode ser difícil perceber as diferenças e, para evitar que seja enganado, reunimos algumas dicas para o ajudar a identificar anúncios de emprego fraudulentos:

1. Demasiado bom para ser verdade

Bons empregos são cada vez mais difíceis de encontrar. Como sempre ouvimos dizer “se algo parece ser demasiado bom para ser verdade, então provavelmente é”.

Como por exemplo:

Foi contactado pela empresa: afirmam que encontraram o seu currículo online e, ou lhe oferecem logo um cargo, ou tentam marcar uma entrevista;

O salário é demasiado bom: valor oferecido demasiado elevado comparativamente com o valor médio do mercado;

Oferecem-lhe logo a vaga: depois de um rápido telefonema ou de uma entrevista por e-mail entram em contacto para dizer que o cargo é seu.

2. Anúncio e requisitos demasiado vagos

Em alguns anúncios de emprego fraudulentos existem listas de requisitos que são demasiado vagas e em que praticamente todas as pessoas se enquadram.

Normalmente, o próprio anúncio e a descrição da função também não possuem informação muito clara.

Caso se depare com esta situação, peça mais detalhes sobre a função e os requisitos quando entrar em contacto com a empresa.

3. E-mails pouco profissionais

Se o e-mail contém erros de escrita, pontuação, acentuação ou gramática, fique atento. Na maioria das empresas os e-mails de resposta aos candidatos são revistos e estão pré-estruturados.

4. Anúncios sem contactos

Se o anúncio ou os e-mails enviados não contém contactos da empresa, ou são enviados de contas pessoais, é mais um motivo para redobrar a sua atenção.

Opte também por fazer uma pesquisa dos contactos que recebe. Em muitas situações já existem queixas de outros utilizadores.

5. Pouca ou nenhuma informação

Antes de se deslocar para uma entrevista deve sempre pesquisar informação sobre a empresa que está a contratar. Encontrar informação não garante que o anúncio é real mas, por outro lado, não encontrar nada é um mau sinal.

6. Pedem informação confidencial

Caso lhe peçam informações relacionadas com contas bancárias, por exemplo, deve sempre ficar desconfiado (e nunca ceder este tipo de informação).

A sua morada completa também não é um elemento necessário na sua candidatura – opte por enviar apenas a sua localidade/cidade onde vive.

7. Pedem que pague algo

Empresas legítimas não pedem dinheiro aos candidatos. Caso lhe peçam que pague algum serviço ou produto deve ficar desconfiado.

8. Sente-se desconfiado

Pesquisar a empresa é a melhor forma de evitar anúncios fraudulentos. No entanto, por vezes existem esquemas bem elaborados e dos quais não desconfiamos.

Se, em determinada altura, sentir que algo não bate certo, confie na sua intuição. Faça as perguntas que forem necessárias para esclarecer todas as suas questões.

 

Fonte: Job Search