Todos querem passar uma boa imagem ao recrutador durante a entrevista de emprego. Conseguir fazê-lo já é meio caminho andado para conseguir uma segunda entrevista ou mesmo conseguir a oferta.

Os recrutadores também têm a noção que é normal os candidatos estarem nervosos e que isso não deveria custar-lhes a oferta. Contudo, existem fatores que podem dissuadir o recrutador de lhe indicar como um potencial trabalhador.

Afinal, o que é que pode causar uma má imagem? Abaixo encontram-se alguns fatores que podem prejudicar a sua prestação e que deve evitar a todo o custo.

Chegar tarde ou nem aparecer

Infelizmente, existe sempre aquele candidato que ora troca as datas e horas da entrevista ora apanha trânsito e chega demasiado tarde.

Evite ser uma dessas pessoas, ao confirmar a sua entrevista atempadamente. Saia de casa mais cedo, é preferível chegar ao local e ter tempo para beber um café ou acalmar-se, do que stressar a pensar se consegue chegar à sua entrevista a horas.

Por outro lado, também não chegue demasiado cedo. O seu recrutador pode ter uma agenda preenchida, por isso 10 minutos antes é o tempo ideal.

Parecer um preguiçoso

Uma vestimenta casual é o tipo de indumentária mais adotada pelas empresas. No entanto, isto não implica que deva ir para a sua entrevista a parecer um sem-abrigo.

Não exagere, mas também não simplifique demasiado. Tente preparar algo profissional e que o deixe confiante para a entrevista. Tenha em especial atenção o tipo de trabalho a que se está a candidatar.

Ser desagradável

Ser simpático e amigável é importante quando está a fazer o possível para ser contratado. Isso implica ser simpático para todos, desde a rececionista até ao recrutador. Está a pensar que esta é tão óbvia que todos saberiam cumpri-la, mas nem sempre é assim.

A arrogância de alguns é um grande obstáculo. Alguns pensam que a empresa se deve sentir privilegiada por está a entrevista-lo, ou então o modo como tratam outros trabalhadores da empresa, algo que sempre fica mal aos olhos de todos, mas principalmente para empresas que se prezam por dedicarem a sua cultura a um bom ambiente profissional e positivo.

Não ser convincente

Não confunda ser simpático com demasiado humilde. A sua entrevista é uma das oportunidades mais importantes onde tem de convencer o recrutador que é um bom profissional e que as suas competências e experiência podem servir a empresa com sucesso.

Prepara-se, pois será questionado sobre a sua capacidade para exercer o cargo e fazer parte da empresa e o que o distingue dos outros candidatos.

Estar a ver as horas no seu telemóvel

Durante a entrevista de emprego, está sujeito ao horário do recrutador, não ao seu. É esperado que tenha dedicado parte do dia à sua entrevista e não marcou nada demasiado em cima desse horário. Se não, tente não stressar o tempo inteiro. Pode perfeitamente lidar com o que ficou para trás depois da entrevista ter terminado. Por agora o melhor é focar-se na entrevista.

Aproveite a dica do telemóvel, e antes de entrar, desligue-o. O recrutador não tem o mínimo dos interesses em ouvir o sinal de chamada ou mensagem do seu telemóvel. E jamais peça para sair para atender uma chamada, se o fizer, não se dê ao trabalho de voltar à entrevista e deixe o local, porque a probabilidade de ficar com o emprego desceu imediatamente para zero.

Não fazer a sua parte

Saber o título do cargo para que se está a candidatar não é o suficiente para ir para a entrevista e sair de lá com boas notícias. Pesquise o que puder sobre o cargo, mais aprofundado, sobre a empresa e os seus valores e os seus projetos.

Uma coisa é certa, será questionado sobre dúvidas acerca do cargo em questão ou da empresa. Por isso, faça a sua pesquisa para evitar responder “Não sei” ou “Acho que não”, porque irá custar-lhe o emprego.

Dizer o que realmente pensa

Há alturas em que não deve dizer o que realmente lhe vai no pensamento. Se detestou o seu último emprego ou patrão, esta é uma das coisas das quais não deve falar. Assim que os candidatos começam a falar mal sobre a sua antiga empresa, os recrutadores começam logo a pensar no que irá dizer sobre eles quando estiver na entrevista de emprego para outra empresa.

Faça um favor a todos e especialmente a você, guarde os seus maus pensamentos só para si.

Não dizer a verdade

A verdade é importante. Nem imagina o quanto os recrutadores investigam o seu passado e histórico profissional e pessoal antes das entrevistas, e um simples exagero no seu currículo pode-lhe custar o cargo. Sabe sobre o que é que os candidatos mais mentem? Exemplificando, embelezam as suas capacidades e responsabilidades, alteram as datas de empregabilidade e até mesmo os títulos dos cargos e ainda a sua formação.

Se não o fez, não diga que o fez. Os recrutadores podem e irão fazer uma investigação sobre si, por isso não queria ser apanhado numa das suas mentiras.

Não mostrar interesse

É importante passar ao recrutador que realmente quer este emprego. Será questionado se existe algo mais que quer dizer. Utilize esta oportunidades para mostrar a sua apreciação pela entrevista e agradeça a oportunidade.

Não agradecer após a entrevista

Apesar de ter dito que tem interesse e vontade em ser contratado, demonstre-o em escrito também. Após a entrevista, dedique uns minutos a escrever um e-mail ao recrutador que o entrevistou e agradeça a oportunidade de realizar a entrevista e que tem todo o interesse em trabalhar na empresa e fazer parte da sua cultura.

 

Fonte: The Balance Careers