não respondem às candidaturas

Com o Inquérito de satisfação que fizemos junto dos utilizadores do Alerta Emprego tivemos a confirmação de que a ausência de resposta às candidaturas é um dos principais motivos para que os candidatos se sintam ansiosos e até revoltados enquanto procuram emprego.

Muitas vezes, a razão para não receber feedback por parte das empresas não tem directamente a ver consigo. Tente-se colocar na pele de um recrutador para perceber as razões do silêncio. Algumas da razões que normalmente fazem com que as empresas não respondam individualmente a cada candidato:

1. Receberam demasiadas candidaturas

As empresas recebem centenas de candidaturas para cada oferta de emprego. Se uma empresa tiver 5 oportunidades de emprego em aberto pode facilmente receber mais de 1000 candidaturas. Actualmente, é também uma realidade que as empresas recebem muitas candidaturas desajustadas, de candidatos que não cumprem os requisitos da função.

Analisar todos os CVs é um processo demorado. Depois ainda é necessário fazer a triagem dos que se adequam à função e contactar os candidatos que vão à entrevista de emprego. Para além disso, o responsável de recursos humanos ainda tem que conduzir as entrevistas.

2. Têm falta de tempo para responder a toda a gente

Por esse motivo, muitas empresas não têm tempo para enviar centenas de e-mails a agradecer a candidatura e explicar a cada candidato porque é que não foi seleccionado. Com estas restrições de tempo, o mais natural é focarem-se nos candidatos que passaram à fase seguinte.

Algumas empresas optam por enviar um e-mail geral a todos os candidatos que ficaram de fora do processo de recrutamento, mas isso além de não satisfazer os candidatos (que pretendem uma resposta personalizada), pode suscitar resposta por parte dos candidatos, o que pode vir a tirar tempo a quem precisa de se focar no resultado: contratar o profissional ideal.

Lembre-se que os recrutadores também são pessoas que têm o seu horário de trabalho e, muitas vezes, já fazem horas extraordinárias para conseguir concluir as suas tarefas.

3. Preferem não enviar um email negativo

Algumas empresas preferem não dar más notícias para não desiludir os candidatos ou para não levantar questões sensíveis. Não é certo que um feedback honesto gere uma reacção positiva e construtiva no candidato. Assim, adoptam uma postura defensiva e limitam-se a omitir uma resposta, o que acaba por ser o suficiente para que o candidato perceba que não foi seleccionado.

4. Não têm feedback objectivo para dar

Muitas vezes, a decisão de seleccionar, ou não, um candidato é subjectiva. Dois candidatos podem ter CVs semelhantes e, por algum motivo, o recrutador considerou que um teria um perfil mais adequado (possivelmente por pequenos pormenores na carta de apresentação). Ou o layout dos CVs fez com que um fosse preferido em relação ao outro…

Os candidatos compreendem quando o recrutador diz que não tem qualificações ou experiência suficientes para aquela vaga, mas dificilmente vão compreender quando a escolha teve por base estes elementos subjectivos. Por nem sempre terem argumentos concretos e objectivos, as empresas optam por não enviar um e-mail de rejeição.

 

Não se sinta desiludido quando não recebe uma resposta: assuma que houve alguém mais qualificada para aquela posição. Continue à procura de emprego , escolha bem as ofertas a que se candidata e envie candidaturas de qualidade.