atletas procura de emprego

Qualquer profissão que envolva competição pode ajudar a compreender melhor a procura de emprego. Jogadores de futebol, ginastas olímpicos, golfistas famosos… todos eles tiveram que lutar bastante para atingir o seu objectivo – o de ser O melhor do mundo.

A determinação e objectivos bem demarcados permitem-lhes chegar mais longe e ter resultados que pareciam quase impossíveis.

Dedicação

Os atletas treinam muitas horas diariamente. Os exercícios que fazem podem tornar-se repetitivos, dolorosos e cansativos, mas não é por isso que desistem. Também na procura de emprego pode existir fadiga e vontade de parar. Dedique-se a este “trabalho a tempo inteiro” – não se limite a enviar cartas de apresentação e CV medianos. Melhore constantemente e construa candidaturas vencedoras todos os dias.

Definição de objectivos

Os atletas impõem objectivos para a sua carreira. Não são necessariamente bater o record do Usain Bolt, mas podem ser ganhar um campeonato nacional ou chegar aos Jogos Olímpicos. Regularmente, nas entrevistas a seguir à prova, ouvimo-los dizer  qual era o seu objectivo inicial e aquilo que fizeram para o atingir. Aqui está a “chave”: ter um objectivo e trabalhar para o alcançar.

Este objectivo deve ser específico, mensurável, realista e estar definido no tempo. Pode ser, por exemplo, começar a trabalhar na indústria farmacêutica durante o próximo ano. Como chegaria a este objectivo? Através da pesquisa de empresas, envio de candidaturas, treino para entrevistas… Crie uma lista com sub-objectivos que vão ajudá-lo a atingir o objectivo principal. As pequenas vitórias vão dar-lhe mais motivação.

Visualização do sucesso

No início de cada prova, os atletas fecham os olhos e imaginam-se durante a prova e a vencê-la. Vêem claramente os passos necessários para ser bem sucedidos e conseguem quase sentir que já venceram. Assim, quando toca o apito, a pistola dispara ou começa a música, estão altamente motivados.
Enquanto se prepara para a entrevista de emprego, visualize-se a responder às perguntas de forma confiante, a ganhar a atenção do recrutador com questões relevantes e a trabalhar naquela empresa.

Vestuário apropriado

Todos os atletas utilizam roupa que melhora a sua performance: os fatos dos nadadores olímpicos são desenvolvidos por engenheiros especializados e visam ajudar o atleta a nadar de forma mais rápida. Qual a lição a retirar? A roupa pode ser o factor decisivo numa competição. Vista-se de acordo com a cultura da empresa e a tendência da indústria para melhores resultados.

Auto-confiança

Talvez uma das melhores lições a retirar… Manter a auto-confiança é o caminho para o sucesso. Nem sempre os atletas são bem sucedidos… mas quando falam sobre a experiência nunca os ouvimos a dizer “Eu sabia que não ia conseguir”. O que ouvimos é “Eu sei que consigo fazer melhor… só tenho que perceber como até aos próximos Jogos Olímpicos”.

A falta de confiança tem efeitos negativos na procura de emprego: o candidato deixa de responder a anúncios se achar que vai haver muita concorrência, não consegue promover de forma eficaz as suas competências e deixa-se apoderar dos nervos durante a entrevista de emprego.

Ganhar auto-confiança não é fácil. Fale com a sua família e amigos e peça-lhes para apontarem as suas maiores qualidades. Não tenha medo de se vangloriar (um pouco) nas candidaturas e pense na rejeição como apenas mais uma barreira para o seu objectivo final.