Para os trabalhadores independentes, dias de férias significam dias sem lucro. Por isso, é importante ter o teu trabalho e orçamentos organizados, de forma a poderem ter férias.

No entanto, isto não significa que não possa tirar uns merecidos dias de descanso.

Segundo o Freelancer Study 2021, um freelancer goza em média 25 dias de férias por ano, mas trabalha em média 45 horas por semana.

Assim, no caso dos trabalhadores independentes, tirar férias exige algum planeamento e organização adicional, não só do volume de trabalho como também do orçamento.

5 dicas para ter férias organizadas

1. Quando estiver a definir o seu preço, lembre-se de incluir os dias de férias

Quando estiver a fazer o seu plano financeiro, ou seja, no momento em que calcula o valor dos seus serviços, inclua logo os dias de férias.

Então, comece por definir quantos dias de férias pretende tirar. De seguida deve calcular o valor por hora que quer cobrar, consoante as semanas que vai trabalhar.

Portanto, imaginemos que opta por ter quatro semanas de férias. Deve subtrair essas 4 semanas às 52 semanas que há o ano tem. Assim, vai contar com 48 semanas de trabalho num ano.

O valor que vai cobrar por hora deve então ser calculado com base em 48 semanas de trabalho.

Isto irá ajudá-lo a uma boa gestão das suas finanças pessoais, ao mesmo tempo que consegue tirar tempo para descansar.

2. Planeie as datas das suas férias com antecedência e para períodos de menos trabalho

Inclua as suas férias na agenda com antecedência e não abdique delas.

Se a indústria ou tipo de serviço que oferece estiver sujeita a alguma sazonalidade, procure marcar a maior parte das suas férias para períodos de menos trabalho.

Assim, irá reduzir a perda de clientes e de receita.

3. Avise os seus clientes com antecedência

Tendo as suas férias marcadas com antecedência, pode avisar os seus clientes também com tempo.

Assim, em conjunto pode coordenar os projetos em que estão a trabalhar. Além disso, isso também significa que está consciente das necessidades dos seus clientes e que não os quer prejudicar.

4. Adiante trabalho nas semanas anteriores e planeie o regresso

Se tiver tempo, antecipe trabalho que tenha para as semanas anteriores às suas férias.

Isto pode significar ter o dobro do trabalho nas semanas anteriores, mas pode ser uma boa estratégia caso não tenha planeado o seu valor por hora contabilizando as suas férias.

Além disso, deixe o seu regresso planeado, ou seja, o que terá de mais urgente para avançar.

5. Delegue trabalho ou subcontrate

Se não pretender suspender totalmente determinados projetos ou clientes, não tenha medo de pedir ajuda.

Então, delegue o seu trabalho para outros freelancers ou subcontrate outro freelancer a quem delega o trabalho, mas que não entrará em contacto direto com o seu cliente.

Em qualquer um dos casos, certifique-se de que delega o projeto de forma a que a qualidade do trabalho não seja comprometida.

Para isso, escolha apenas colegas que sabe que oferecerão aos seus clientes um trabalho com a mesma qualidade que o seu.

 

Tirar férias sendo trabalhador independente nem sempre é uma tarefa fácil, mas havendo planeamento e organização extra tudo se consegue.

Fonte: InvoicExpress

Conheça as empresas a recrutar e candidate-se às ofertas!