entrevista de emprego

Já ouviu a expressão “discurso de elevador”? É um discurso de cerca de 30 segundos onde descreve as qualidades e atributos de um produto ou serviço com intenção de venda. Esta técnica é bastante útil para responder a umas das questões mais comuns na entrevista de emprego: “Fale-me de si.”

O discurso de elevador de um candidato a emprego deve dizer:

  • quem é,
  • o que faz,
  • o que tem interesse em fazer,
  • de que forma pode ajudar o interlocutor.

Para não ser apanhado desprevenido, deve construir e treinar o seu discurso antes da entrevista de emprego.

Conheça a audiência:

O seu discurso deve ser adaptado à pessoa com quem vai falar. Pesquise quais as principais necessidades da empresa e qual a sua cultura empresarial.

Ao responder à questão “Fale-me de si” imite o tipo de linguagem e tom de comunicação do recrutador. Haverá uma maior ligação emocional entre si e o entrevistador.

Conheça o seu valor:

Antes de convencer os outros de quem tem valor, tem que se convencer a si mesmo. Defina aquilo que pode oferecer às empresas, que tipo de problemas pode resolver e quais os benefícios que as empresas terão ao contratá-lo.

Para mais facilmente identificar estes elementos responda a estas perguntas:

  1. Quais são as suas principais competências?
  2. Que adjectivos utilizaria para se descrever?
  3. O que está a tentar “vender”?
  4. Porque está interessado na empresa ou indústria que o entrevistador representa?

Crie o discurso:

Utilize bullets para delinear aquilo que é importante constar no seu discurso de elevador. Para o orientar, utilize as seguintes questões:

  • O que tenho para oferecer à empresa?
  • Quais as competências que me destacam dos outros candidatos?
  • Que problema é resolvido se eu for contratado?
  • Como é que posso contribuir para o sucesso da empresa?
  • O que é que eu quero que o entrevistador faça como resultado do meu discurso? 
  • Como é que posso quantificar o meu sucesso? (ex: aumento de x% nas vendas, taxa de retenção de talento de x%, consultoria em dezenas de empresas…)

Não inclua no discurso:

  •  Informações pessoais
  • O seu estado matrimonial ou informação sobre os seus filhos
  • Evite falar em política, religião ou outras questões controversas

Pratique o discurso:

Em casa, faça diversas variações de discurso onde menciona os pontos acima descritos. Lembre-se que o conteúdo é estático, a forma de o dizer não. Encadeie os pensamentos e treine o discurso com um tom formal e um tom informal.

Evite lugares-comuns e palavras específicas de indústria (o entrevistador pode não as conhecer plenamente).

Cronometre o tempo – se ultrapassar os 40 segundos tente de novo.

Na entrevista de emprego:

 

Exemplo de resposta ideal:

“Sou personal trainer há 7 anos. Acredito que a condição física e saúde devem ser uma das maiores prioridades na vida das pessoas, por isso gosto de ter conversas com os clientes. Por norma, crio empatia com eles, o que faz com que se fidelizem ao ginásio onde dou aulas. No último local onde trabalhei, a taxa de desistências reduziu em 20%. Sei que consigo fazer do vosso ginásio um local de bem-estar e atrair novos membros. Espero que me seja dada essa oportunidade.”

Fonte: Pepperdine University