linkedin google plus facebook twitter
Home / Candidaturas / Conseguir emprego: como os hobbies podem ajudar

Conseguir emprego: como os hobbies podem ajudar

Gosta de viajar? De ler? Passa horas a fotografar ou a ajardinar?

Leia aqui como o seu hobby poderá ajudá-lo a conseguir emprego segundo o The Guardian.

conseguir-o-emprego

Traduza o seu hobby numa competência

Avalie os seus seus hobbies e perceba de que forma as competências que adquiriu se poderiam traduzir para o mercado de trabalho. Será que poderia ensinar ou ser consultor? Qual o seu nível de conhecimentos sobre a matéria?

Evite expressões vagas

Cuidado com as expressões que utiliza. Por exemplo, não deve mencionar que “tem boa dinâmica de grupo” no seu curriculum vitae sem sustentar a informação através de exemplos. Se está inscrito num desporto de grupo, poderá demonstrar de que forma a experiência cultivou a dinâmica de grupo.

Sugerimos, também, que seja específico. Em vez de dizer simplesmente “capacidade de comunicação” indique que sabe escrever, resumir, fazer apresentações orais, etc.

Expressões vagas diminuem a probabilidade de conseguir o emprego a que se candidatou!

No CV, traduza os interesses e experiência em competências específicas

As competências transferíveis podem ser reunidas de uma larga variedade de experiências, para além dos hobbies. Tenha atenção à quantidade de exemplos que utiliza – para a maioria dos empregadores um exemplo é suficiente. Seja específico e demonstre quais as competências transferíveis que ganhou com o seu hobby.

Alguns exemplos são:

  • Organização de eventos
  • Ser capaz de motivar uma equipa
  • Ser atento ao pormenor
  • Fazer boa gestão do tempo
  • Reparar equipamento elétrico/ eletrónico
  • Ensinar
  • Falar uma Língua Estrangeira

Estas competências podem ser decisivas no processo de selecção e ajudá-lo a conseguir o emprego a que se candidatou.

Aproveite os hobbies para relaxar

Os hobbies servem para o ajudar a descansar do trabalho e perder todo o stress que acumulou. Ao estar relaxado terá um melhor desempenho nas entrevistas de emprego e aumentará a probabilidade de ser novamente chamado. No entanto, nem todos os hobbies são relevantes para colocar no currículo vitae ou carta de apresentação. Em alternativa, poderá fazer voluntariado e adquirir as competências procuradas pelos empregadores.

Não “invente” hobbies

Não se sinta tentado em inventar hobbies para colocar na sua candidatura. Os recrutadores utilizam os hobbies para conhecê-lo melhor. Assim, ao dizer algo que não é verdade provavelmente o recrutador irá perceber que não foi sincero, o que irá eliminar a hipótese de conseguir o emprego pretendido.

Destaque o seu hobby no currículo

Não é necessário escrever muito sobre o seu hobby, no entanto é importante que não seja genérico. Em vez de escrever somente “Gosto por leitura” diga “Gosto por livros sobre cultura moderna, em específico do autor Douglas Coupland”. Para além de tornar a frase mais “real”, está também a chamar a cativar o empregador.

Decida se o seu hobby é relevante para  a função a que se candidata

Deve tentar perceber se o seu hobby vai acrescentar algo à sua candidatura, isto é, se é relevante para a função a que se candidata. Pergunte-se sempre: porque é que isto seria interessante para o recrutador? O meu hobby é fora do comum? Será que poderia ser um bom tema para iniciar a conversa na entrevista de emprego?

Se o seu hobby estiver directamente relacionado com a função a que se candidata, dê-lhe destaque. Por exemplo, se gosta de tocar guitarra e se candidata a uma empresa discográfica, é provável que o empregador simpatize consigo mais facilmente, o que poderá ajudá-lo a conseguir o trabalho desejado.

Fale de todos os hobbies relevantes

Tem vários hobbies? Óptimo! Ao descrevê-los e indicar o seu nível de compromisso para com cada um deles, está a demonstrar ao recrutador que sabe gerir o seu tempo. Os empregadores ficam sempre impressionados com esta capacidade.

Tenha atenção, no entanto, que o tempo é escasso e os hobbies não devem desviar-lhe o tempo e a atenção do trabalho. Não se esqueça de descansar, ou poderá pôr em causa a sua performance profissional!

Capitalize os hobbies para oportunidades de carreira

O que faz nos tempos livres pode ajudá-lo a perceber que gostaria de mudar de carreira. Os estudantes que têm hobbies como o desporto acabam muitas vezes por vir a ser profissionais da área desportiva, porque se sentem motivados e apaixonados pela carreira.

Se se sente verdadeiramente motivado quando está a fazer o seu hobby, pense em passar de amador a profissional! Lembre-se que o melhor trabalhador é o que adora o que faz.

 

Lembre-se: mencionar a forma como desenvolveu as suas competências através de um hobby pode ajudá-lo a conseguir o emprego dos seus sonhos!

 

 

 

 

About Alerta Emprego

O Alerta Emprego é um portal de emprego que ajuda empresas e recrutadores a encontrar os melhores candidatos e a gerir processos de recrutamento. Além de promover anúncios de emprego, o Alerta Emprego funciona como uma base de dados de CVs pesquisável, tornando mais fácil a procura de candidatos.

One comment

  1. Gostei muito deste artigo. Só me questiono para esta afirmação “Pergunte-se sempre: porque é que isto seria interessante para o recrutador? “.

    Se nos candidatamos à nossa área de formação podemos fazer curriculos mais direcionais (individualizar para cada empresa). Porém hoje em dia para encontrar trabalho precisamos de enviar mais de 100 curriculos. Dessa forma não podemos ser muito direcionais para uma determinada empresa. Em vez disso podemos criar curriculos por área em vez de ser por empresa. Isso poupa-nos muito tempo. Aqui fica a sugestão.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*