linkedin google plus facebook twitter
Home / Candidaturas / Entrevistas de emprego: as 25 coisas que nunca deve dizer

Entrevistas de emprego: as 25 coisas que nunca deve dizer

Entrevistas de emprego as 25 coisas que nunca deve dizer

Numa entrevista de emprego, existem algumas coisas que deve guardar só para si – mesmo que esteja a pensar nelas. Seja conservador naquilo que diz e naquilo que partilha com os recrutadores e mantenha-se focado nas suas competências e qualificações para o emprego.

Sinceramente, o recrutador não está interessado na sua vida pessoal, nos seus planos para as férias ou por que motivo realmente quer ser contratado. Apenas querem saber por que razão é o melhor candidato para ocupar a vaga.

Por outro lado, negatividade também não se adequa a entrevistas de emprego. As empresas procuram pessoas positivas e que não se queixem constantemente.

Com o auxilio do Job Search reunimos as 25 coisas que nunca deve dizer durante uma entrevista de emprego:

  1. Odeio o meu trabalho. (Também vai odiar este se for contratado?);
  2. Tenho férias planeadas dentro de algumas semanas. (Espere até realmente conseguir o emprego);
  3. Tenho/tive o pior chefe de sempre. (Vai dizer o mesmo sobre o novo chefe?);
  4. A empresa onde trabalho é horrível. (A nova empresa também será terrível no futuro?);
  5. Quanto irei receber? (Deixe o recrutador ser o primeiro a falar sobre salários);
  6. Quando terei direito a férias? (Não faça questões sobre benefícios até receber uma proposta);
  7. Podem-me pagar o táxi de volta a casa? (Resolva o seu método de transporte antes da entrevista);
  8. Posso atender esta chamada? (O seu telefone deve estar desligado durante a entrevista);
  9. Preciso mesmo deste trabalho. (Não passe a imagem de alguém desesperado – mesmo que esteja);
  10. Não tenho muita experiência mas aprendo depressa. (Deixe o recrutador decidir se é qualificado e foque-se nas competências que tem);
  11. Não sei. (Esta é a resposta que se dá quando não se sabe o que dizer. Prepare-se com antecedência e utilize argumentos válidos);
  12. Está no meu currículo. (Sim está, mas o entrevistador quer ouvi-lo a si);
  13. Quando acaba a entrevista? Tenho um compromisso. (Organize a sua agenda de forma a ter tempo para a entrevista e tenha em conta que pode demorar mais que o previsto);
  14. Peço desculpa, estou atrasado. (Não se atrase a não ser que tenha uma emergência);
  15. Dizer asneiras. (Seja profissional e educado);
  16. Qual a política da empresa relativamente a namorar colegas? (A entrevista é sobre trabalho, e não sobre a sua vida amorosa);
  17. Existem muitas festas da empresa? (Festas e entrevistas de emprego não combinam);
  18. Ainda não tenho quem tome conta das crianças mas estou a resolver. (Não dê motivos ao entrevistador para pensar que não tem disponibilidade imediata);
  19. Ainda não tenho carro, mas vou ter em breve. (O mesmo que no ponto anterior);
  20. Este horário não serve para mim. Podemos alterar? (Não peça nada antes de receber uma proposta de emprego);
  21. Não tenho qualquer questão. (Deve sempre estar preparado com uma lista de perguntas para fazer ao entrevistador);
  22. Qual a sua função na empresa? (Deve antecipadamente pesquisar a empresa e estar preparado para falar sobre isso);
  23. Quais os benefícios deste trabalho? (Como já foi dito, espere para receber uma oferta antes de discutir quaisquer benefícios);
  24. As entrevistas deixam-me nervoso(a). (As empresas procuram candidatos confiantes nas suas capacidades);
  25. Posso trabalhar em casa? (Não mencione situações de trabalho alternativas nas entrevistas de emprego, antes de conseguir a vaga).

 

 

 

 

About Alerta Emprego

O Alerta Emprego é um portal de emprego que ajuda empresas e recrutadores a encontrar os melhores candidatos e a gerir processos de recrutamento. Além de promover anúncios de emprego, o Alerta Emprego funciona como uma base de dados de CVs pesquisável, tornando mais fácil a procura de candidatos.

3 comments

  1. Eis uma lista do que um recrutador/empregador nunca deve dizer/perguntar/fazer:

    1- Tem filhos pequenos?

    2 – Aceita um “ordenado” de 200€ a recibos verdes?

    3- Procuramos colaboradoras fisicamente apelativas. (se calhar é melhor procurar numa agência de modelos!).

    4- Temos preferência por indivíduos do género masculino. (Raios! E eu que nasci mulher!).

    5- Queremos um candidato para estágio (IEFP) com experiência a fazer isto, aquilo e mais qualquer coisa…

    6- Procuramos candidatos com idade até ao 30 anos…máximo 35 anos (não sei se saberão…a reforma é só aos 65/67!).

    7- Queremos disponibilidade total (portanto, ninguém pode ter vida pessoal!).

    8- Como pensa ser útil para a empresa? (por muito trabalho de casa que se faça…temos realmente de conhecer a empresa para responder a tal…provavelmente quem faz a pergunta nem a sabe responder!).

    9- Tem ordenado base de X e poderá ter mais tanto se…se…se… (“ses” que se traduzem em nada!).

    10- A nossa empresa é a melhor no seu sector (por amor da Santa…todos dizem isso!).

    11- Pode fazer horas extraordinárias (Posso pois, desde que paguem!Se a empresa tem um valor, eu também tenho!).

    12- Promessas que sabem à partida não concretizáveis (“poderá ficar na empresa, após o estágio”…pois…também poderei partir uma perna amanhã ou ganhar o euro milhões – menos provável).

    13- Tivemos imensas candidaturas (com a falta de trabalho que existe… é mais do que normal).

    14- Queremos uma recepcionista com experiência em hotel…uma recepcionista de outra coisa qualquer já não serve! Então, não querem polivalência e adaptabilidade? É que existe uma coisa que se chama “competência transversal”…

    15- Vender CVS também não é uma coisa bonita de se fazer!

    16- Fazer base de dados com falsas ofertas de trabalho diz muito sobre a empresa.

    17 – Ter um mesmo anúncio que se repete durante um ano (dois ou mais) é suspeito e também diz muito sobre a empresa que está a “contratar”!

    18- Ter um perfil definido, mas se o candidato entrar com “cunha”, não há “perfil” que importe!

    E poderia ficar aqui o resto da noite! Em suma, os candidatos (e futuros colaboradores) têm que cumprir determinadas exigências, mas os recrutadores também têm de cumprir as deles. E convenhamos que os recrutadores estão longe de cumprir o que lhes compete!

  2. Alguém tem ideia de questões a serem colocadas no final das entrevistas? (Ponto 21)

    PS: Bem verdade, Elizabeth.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*