Apesar do salário médio em Portugal em 2009 ser de €1.043 brutos por mês, um quadro superior ganhava em média €2.486 e, nos sectores mais bem pagos, chegava perto dos €4.000. Já um profissional não qualificado ganhava em média €590. Conheça aqui a evolução de salários por nível hierárquico, o que também pode ser interpretado como a margem de progressão salarial.

salarios-medios-portugal

Quadros superiores

  • Recebimento médio: €2.486
  • Sector com recebimento médio máximo: €3.917 (actividades financeiras e seguros)
  • Sector com recebimento médio mínimo: €1.677 (alojamento e restauração)

Quadros médios

  • Recebimento médio: €1.760
  • Sector com recebimento médio máximo: €2.972 (electricidade, água e gás)
  • Sector com recebimento médio mínimo: €1.255 (alojamento e restauração)

Encarregados / Chefes de Equipa

  • Recebimento médio: €1.133
  • Sector com recebimento médio máximo: €3.178 (electricidade, água e gás)
  • Sector com recebimento médio mínimo: €954 (saúde humana e apoio social)

Profissionais altamente qualificados

  • Recebimento médio: €1.420
  • Sector com recebimento médio máximo: €2.402 (electricidade, água e gás)
  • Sector com recebimento médio mínimo: €794 (alojamento e restauração)

Profissionais qualificados

  • Recebimento médio: €846
  • Sector com recebimento médio máximo: €2.040 (electricidade, água e gás)
  • Sector com recebimento médio mínimo: €660 (alojamento e restauração)

Profissionais semiqualificados

  • Recebimento médio: €689
  • Sector com recebimento médio máximo: €1.594 (electricidade, água e gás)
  • Sector com recebimento médio mínimo: €595 (alojamento e restauração)

Profissionais não qualificados

  • Recebimento médio: €615
  • Sector com recebimento médio máximo: €1.432 (actividades financeiras e seguras)
  • Sector com recebimento médio mínimo: €546 (saúde humana e apoio social)

Praticantes / Aprendizes

  • Recebimento médio: €590
  • Sector com recebimento médio máximo: €853 (actividades financeiras e seguras)
  • Sector com recebimento médio mínimo: €496 (função pública)

 

Fonte: Pordata (dados 2009)