Leva sua vida normalmente até que algo desencadeia uma sensação de insatisfação com a sua carreira. Seja ao ver o sucesso de colegas da faculdade, as contas que custam a pagar ou ter que perder mais uma apresentação do filho na escola devido a uma reunião de trabalho.

Qualquer que seja o motivo, é natural que comece a perguntar se existe algo melhor para si ou se será o momento de uma mudança de carreira.

The Undercover Recruiter elaborou três perguntas para ajudá-lo a entender se o seu desejo de mudança é um impulso passageiro ou um sinal que deve ser levado a sério:

1. Quais as minhas atuais prioridades e como estão alinhadas com o meu plano de carreira?

Escolhas de carreira têm grande impacto em três áreas fundamentais da nossa vida: no nosso compromisso, na nossa saúde financeira e no nosso bem-estar. Enquanto todos queremos ser felizes, ricos e saudáveis, as escolhas de carreira no mundo real muitas vezes envolvem compromissos.

Se neste momento tivesse que enumerar estes três elementos de acordo com a sua importância, qual seria o resultado? Perceba que não há certo ou errado, apenas a sua preferência e que esse resultado pode alterar de acordo com as diferentes fases das nossas vidas.

Por exemplo: pode não amar a sua carreira actual, que oferece um bom salário, mas o que o preocupa agora é a segurança financeira, porque quer ser capaz de proporcionar à sua família uma vida estável e quer garantir a o bem-estar dos filhos. Claramente a saúde financeira seria a sua prioridade.

Outro exemplo é ter se voluntariado para um projecto que está a ser stressante, embora lucrativo, e que o deixa “de rastos”. Mas o que procura neste momento é realmente estar envolvido num projeto e feliz com o trabalho. Portanto, compromisso está no topo da sua lista.

Se as coisas não estão perfeitas, mas o seu trabalho está proporciona-lhe coisas da sua lista de prioridades, manter a sua carreira actual é uma escolha razoável. Se o contrário também é verdade, e o seu trabalho e suas prioridades seguem em linhas opostas, talvez uma mudança de carreira pode ser o seu próximo passo.

2. As minhas dúvidas são relacionadas com o meu ambiente de trabalho ou a toda a área?

Deve ter em mente se as questões que tem sobre sua carreira estão relacionados com o seu ambiente de trabalho ou se serão os mesmos na mesma função, independente da empresa em que trabalhe.

Se é uma pessoa extremamente criativa e trabalha num ambiente muito rígido, no qual não tem liberdade para sugerir melhorias, mas gosta dos resultados que tem e da função que desempenha, talvez poderá fazer isso num ambiente que lhe proporcione ser mais activo.

Avalie se o problema que tem é ambiental ou do sector no geral. As questões ambientais são facilmente corrigidas com a mudança de emprego dentro da mesma área. Por outro lado, problemas relacionados com o tipo de trabalho que desempenha será corrigido definindo um caminho totalmente novo para a sua carreira.

3. O que estou disposto a fazer para conseguir o que quero?

Se identificou um descompasso entre as suas prioridades atuais e o seu trabalho atual, antes de traçar um novo rumo profissional, deve considerar qual o nível de compromisso para fazer essa mudança. Essa escolha é possível, mas será preciso esforço e dedicação: entrar em contacto com a sua rede profissional, dedicar tempo para explorar ideias de carreira em potencial e perceber como entrará nesses novos ambientes. Provavelmente terá que superar medos, rejeição e desconforto ao colocar-se em frente a novas pessoas e oportunidades.

Antes de ficar desanimado com o caminho a percorrer, lembre-se do porquê dessa mudança e por que motivos é necessária. Mantenha em mente os seus objetivos e o que isso representa na sua vida.