5 detalhes que prejudicam a sua candidatura mais do que imagina_social

Quando está a procura de uma nova oportunidade de emprego e vê uma oferta para uma boa posição, facilmente tem o impulso de enviar o currículo e a carta de apresentação, sem pensar duas vezes. No entanto, quando o objectivo é destacar-se dos restantes candidatos, o envio da candidatura deve ser algo planeado e ponderado.

Para evitar que a sua candidatura seja posta de lado pelo recrutador, indicamos-lhe 5 detalhes, com a ajuda do The Muse, que provavelmente existem na sua candidatura e o estão a prejudicar mais do que imagina.

1. Experiência Irrelevante

Ter experiência relacionada com o cargo é normalmente o factor que os recrutadores utilizam para decidir se o candidato é qualificado ou não. Qualquer experiência que tenha adquirido anteriormente e que não seja relevante apenas vai desviar a atenção do recrutador dos detalhes que realmente interessam.

O que deve ser considerado irrelevante? Qualquer competência que tenha adquirido anteriormente e que não seja necessária no cargo a que se está a candidatar.

Por exemplo, caso se esteja a candidatar para uma vaga em Marketing e a sua experiência é uma combinação de Marketing e Jornalismo, foque o seu currículo na sua experiência e competências em Marketing e minimize (ou retire) a informação sobre a sua experiência em Jornalismo.

2. Informação pessoal controversa

A sua candidatura pode estar a ser rejeitada por causa de detalhes pessoais que está a partilhar. Sim, é ilegal! Contudo, enquanto candidato não consegue controlar se todas as empresas respeitam e cumprem a lei. Por enquanto, o que deve fazer é deixar de fora as suas crenças religiosas, preferências políticas e qualquer outro assunto que possa gerar controvérsia.

No entanto, se existe alguma informação que é tão importante para a sua identidade que não se imagina a trabalhar num local onde possa ser julgado, partilhar esse detalhe pode ser vantajoso para si: incluir essa informação pode ajudá-lo a encontrar uma organização onde será bem-recebido.

3. A sua morada

Mesmo que esteja disposto a mudar de local de residência, incluir a sua morada na sua candidatura pode prejudicar as suas hipóteses de conseguir a vaga.

Caso viva nas redondezas, incluir o seu local de residência pode continuar a ser uma desvantagem: o recrutador pode ter em conta o seu tempo de viagem entre casa e o trabalho. Pessoas com um tempo de viagem muito longo ficam mais stressadas e desistem do emprego mais facilmente. Em substituição, coloque o seu número de telefone, endereço electrónico e página web – se existir um.

4. Informação demasiado antiga

Se tem formação superior, incluir os detalhes sobre o secundário ou o preparatório não é relevante.

Constantemente, escrevemos sobre aquilo que alcançámos há muito tempo atrás. Incluir esta informação na sua candidatura pode sugerir ao recrutador que não conseguiu conquistar nada nos últimos anos.

5. Frases para ocupar espaço

Exemplos:

  • “Junto envio as referências conforme solicitado”
  • “Em anexo envio o meu currículo”
  • “Estou disponível para responder a qualquer questão que tenham”

Na sua carta de apresentação, todas as linhas contam. Qualquer frase que seja inerente e implícita à sua candidatura é um desperdício de espaço.

Aproveite estas linhas para deixar bem claro e definido por que razões é o candidato ideal para ocupar o cargo.