A maioria das empresas nacionais quer contratar até final do ano, não pretendendo assim dispensar colaboradores.

Apesar de quase metade (43%) admitir que a sua empresa precisará de um a dois anos para atingir uma situação económica idêntica à antes da Covid-19, a maioria está otimista.

Uma sondagem da Adecco revela que 61% das empresas nacionais quer contratar até final do ano e 39% deverá manter a sua a equipa atual, sem alterações.

Relativamente a despedimentos, 80% afirma que não vai dispensar funcionários em 2021, enquanto os restantes 20% admitem a possibilidade despedir pessoas.

As empresas que pretendem contratar, destacam-se as áreas: fabril (47%), administrativa (28%) e logística (19%)”.

“O Futuro do Trabalho: Impacto da Covid-19 no emprego”, é o nome deste estudo da Adecco Portugal, realizado a 100 empresas portuguesas para tentar perceber como as medidas sanitárias de combate à Covid-19 impactaram as suas atividades e que consequências tiveram nos recursos humanos.

Salienta-se que maioria das respostas a esta sondagem são dos setores do retalho e indústria, que sofreram um menor impacto da pandemia, ao contrário de setores como turismo, hotelaria e restauração.

Fonte: Eco