Independentemente do tempo que uma pessoa está a exercer o seu cargo ou do quanto se esforça no seu trabalho, é sempre intimidante pedir um aumento. Mesmo que seja um aumento merecido, pedi-lo numa má altura pode impedir a empresa de o realizar, devido a uma crise financeira, ou por não respeitar as políticas atuais da empresa, entre outras situações.

Mas, se houver uma boa altura ou um trabalhador estiver a ser avaliado, poderá ser uma oportunidade para pedir o aumento. Nesse caso, existem umas estratégias de curto prazo que podem facilitar essa conversa.

Agende uma reunião

É sempre uma boa ideia agendar uma reunião com o seu superior do que entrar no seu escritório inesperadamente e fazer o pedido. Isto permite-lhe ter tempo para decidir no que dizer. Além disso, assegura que o seu superior terá tempo para debater sobre o assunto, do que despachá-lo na hora por estar demasiado ocupado.

Saiba as políticas da empresa

Como foi mencionado acima, poderão existir políticas que determinam quando o aumento salarial poderá ser executado. Mesmo que o seu patrão o queira fazer, pode não ter a autorização para o fazer até que o colaborador tenha exercido o cargo até determinado tempo.

Seja realista sobre o assunto

Apenas ser um bom trabalhador não lhe garante um aumento. Leva tempo para chegar ao topo, por isso não avalie excessivamente o valor que deve pedir. É uma boa ideia analisar quanto ganham outros colaboradores em funções semelhantes. Já agora, peça apenas tendo em conta o que merece e não o que precisa. Gastos pessoais não são uma preocupação do seu patrão.

Considere as conquistas

Se houve alguma recente conquista que tenha deixado um impacto positivo na empresa, fique atento. Podem ser detalhados mais tarde quando debater com o seu superior o pedido de aumento.

Nem todos os patrões têm a noção que os seus trabalhadores possuem a capacidade de tomar uma iniciativa para melhorar aspetos da empresa, por isso ao demonstrar que possui essa competência pode ser uma boa forma de conseguir um aumento, e pode até influenciar o montante em questão.

Quanto mais um colaborador estiver disposto a assumir novas responsabilidades e projetos, melhor irão parecer aos olhos do patrão.

Esteja disposto a discutir outras opções

Nunca é de bom tom exigir ou fazer ultimatos ao seu superior. Isto pode levá-lo por maus caminhos e até mesmo ao despedimento. Se o aumento oferecido não é tão alto como gostaria, talvez o seu patrão esteja disposto a debater outras formas de o compensar pelo ligeiro aumento salarial.

Talvez em forma de bónus por trabalho adicional, mais dias de férias pagas, ou até mesmo benefícios relativos à educação.

Pense no futuro

Ainda que conquistas passadas são sempre algo de bom a destacar, é igualmente importante assegurar ao seu superior que a sua iniciativa irá perdurar no futuro, de modo a saberem que o seu aumento foi merecido.

Deixe o seu patrão fazer a primeira oferta

Apesar de um colaborador já ter um valor em mente quando pretende fazer este pedido, é melhor deixá-lo dentro de si e permita ao seu patrão fazer a primeira oferta. Este até o pode surpreender com um aumento superior ao que tinha em mente, e mesmo que seja inferior, não é de bom tom recusá-lo imediatamente.

Existe sempre a possibilidade de negociação, e se não, lembre-se que ele pode não ter a possibilidade de lhe oferecer mais devido a políticas da empresa.

Faça um follow-up

Após a reunião com o seu patrão, é sempre importante enviar um documento a resumir os detalhes debatidos na reunião. Desde os seus objetivos alcançados e o valor que agrega à empresa. Este tipo de documento irá relembrar o seu valor ao seu patrão, e talvez ajudá-lo a fazer a última decisão.

 

Fonte: Lifehack