Nos próximos dia 15 e 16 de Abril, o maior evento de recrutamento a nível nacional está de volta – e desta vez com a 1ª Edição Universitária. Nesta feira virtual de emprego 100% online terás a oportunidade de conhecer e interagir com empresas de vários setores em tempo real através do teu computador, tablet ou smartphone. Tanto o registo como a participação são gratuitos para os candidatos.

Para poderes tirar o maior proveito deste evento, reunimos neste artigo uma lista do que deves fazer e do que não deves fazer durante o Job Summit. Segue estas dicas para uma participação de sucesso.

 

Do’s – o que deves fazer:

1 – Fazer um pré-registo no evento

2 – Certificares-te que o teu equipamento está a funcionar correctamente, assim como a tua ligação à Internet

3 – Ter uma estratégia definida para maximizares o teu tempo durante o evento

4 – Procurar com antecedência a lista de empresas confirmadas e pesquisar as ofertas de emprego de cada uma

5 – Pesquisar informação sobre cada empresa que te interessa e estar preparado para responder às questões dos recrutadores

6 – Evitar perguntas vagas como “o que procuram?” ou “para que áreas estão a recrutar?”

7 – Abordar os recrutadores de forma personalizada e evitar frases vagas como “procuro emprego”

8 – Estar preparado para falar sobre a tua experiência profissional e competências – se possuíres

9 – Ter algumas questões preparadas para cada recrutador em específico

10 – Estar vestido de forma profissional – embora seja uma feira virtual, deve fazê-lo para te sentires mais confiante

11 – Colocar questões sobre o processo de recrutamento e os timings do mesmo

12 – Tomar a iniciativa e colocar questões sobre os próximos passos, e estar preparado para fazer follow-ups

13 – Certificares-te de que envias um email após a feira, para cada recrutador

 

Dont’s – o que não deves fazer:

1 – Não desperdices o teu tempo a conversar com recrutadores de empresas que não te interessam

2 – Não coloques empresas de lado apenas porque de momento não têm vagas na tua área – guarda algum tempo para conversar com o recrutador e perceber que outros processos de recrutamentos têm ao longo do ano

3 – Não coloques questões cujas respostas estão disponíveis no stand da empresa, como por exemplo “o que a empresa faz?”, “para que áreas recrutam?”

4 – Não abordes os recrutadores de forma vaga, como por exemplo: “Estou interessado” ou “procuro emprego” ou até mesmo só com um “olá”

5 – Não utilizes abreviaturas, nem palavras que sejam consideradas desadequadas ou calão

6 – Não estejas demasiado centrado em ti próprio, põem-te no lugar da empresa e mostra de que forma és o candidato que procuram

7 – Não escrevas uma frase pré-feita para colar em todas as salas de chat – isto só demonstra desinteresse e falta de esforço

 

Agora que sabes como aproveitar ao máximo a nova edição do Job Summit, aproveita o momento para te registares.