O teletrabalho já se encontra nas páginas do Código do Trabalho há mais de 15 anos, no entanto nunca se comentou esta abordagem tanto como recentemente. A epidemia da Covid-19 obrigou as empresas e os trabalhadores a adaptarem-se a uma nova realidade só para manter as suas atividades em funcionamento.

Segundo os dados do índice de 2019 de Digitalidade da Economia e da Sociedade (DESI), a percentagem de cidadãos em Portugal que nunca utilizaram a internet está por volta dos 23% – o dobro da média da União Europeia.

Nesta altura em especial, a falta de literacia digital em Portugal será um dos maiores desafios: “Em geral, há uma boa cobertura da rede em Portugal. É possível que existam problemas, mas serão pontuais” – refere Nuno Rodrigues, coordenador geral da Iniciativa Nacional para as Competências Digitais 2030 (INCoDe 2030). “O grande problema é que ainda há uma grande iliteracia por parte da população”, conclui.

“Quero acreditar que esta crise fará muito pelo teletrabalho porque obriga as pessoas a um esforço de adaptação e aprendizagem. O aumento do interesse em saber utilizar ferramentas online pode ajudar a quebrar a barreira da exclusão digital”

Até ao momento, é notória a vantagem do ensino superior, que já possui diversas ferramentas disponíveis para o teletrabalho desenvolvidas pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT).

Só nos últimos dias, tem existido uma grande procura por ferramentas digitais que servem de auxílio para adaptarem os seus meios aos digitais. Um dos exemplos é o Educast (que permite gravar uma aula ou reunião e disponibilizá-la online) ou o Colibri (desenhada para videoconferências).

Os gestores de uma geração mais tradicional afirmam que para acompanharem a realidade atual, é necessário a implementação de soluções criativas com o objetivo de garantir trabalhadores satisfeitos, motivados e, consequentemente, mais produtivos e eficientes.

É essencial promover mais qualidade de vida e satisfação, políticas que permitam ao trabalhador partilhar o ADN da empresa e contribuir para o seu sucesso, dando mais liberdade de escolha.