perder o emprego

 

 

Um mau hábito não será o motivo do despedimento. No entanto, se o mesmo se prolongar ao longo do tempo e acumular com alguns erros a nível profissional, é motivo para perder o seu emprego.

Qual é o maior problema? Muitas vezes o profissional não se apercebe dos seus maus hábitos, diz a Forbes. Por isso, o nosso conselho é “Esteja sempre atento às suas acções!”.

1. Mentir:

Plagiar trabalho, apontar as horas incorrectamente na folha de horas, abusar do cartão de crédito da empresa ou roubar os louros de um colega são formas seguras de ser despedido.

Um funcionário que não é honesto, não merece manter o seu posto de trabalho. Lembre-se que as mentiras e “omissões” acabam sempre por ser descobertas!

2. Procrastinar:

Costuma deixar os projectos para a última da hora? Passa imenso tempo na internet em vez de estar a trabalhar?

O stress de completar os projectos à última da hora terá impacto nos seus colegas, que poderão ficar irritados. Se o projecto falhar, a culpa será sua, porque não cumpriu a sua parte atempadamente!

3. Negativismo:

Se falar mal da empresa ou colegas de forma recorrente, pode pôr em causa o seu emprego! Um colaborador que fala mal dos outros e da empresa põe em causa o bom-ambiente da equipa.

Se está descontente com algo dentro da empresa, fale directamente com o seu coordenador, em privado.

4. Falta de pontualidade:

Não sabe bem como, mas chega sempre atrasado ao local de trabalho? Nas pausas demora mais que o tempo estimulado? Então cuidado, pode estar na mira do despedimento.

Chegar atrasado demonstra falta de consideração pelos restantes colegas e desinteresse no trabalho!

Para se certificar de que chega a horas, planeie chegar sempre com 15/30 minutos de antecedência. Assim, mesmo que exista algum percalço,  será pontual.

5. Falta de atenção na comunicação via email:

Desde respostas demasiados curtas, a respostas pouco claras, a textos longos e aborrecidos, até não responder aos emails… Uma má comunicação via email poderá custar-lhe o emprego!

Atenção que, se não vir e responder aos emails atempadamente, poderá perder convocatórias para reuniões ou informações relevantes para o projecto no qual está a trabalhar!

Não corra o risco de ser considerado pouco profissional.

6. Vício de redes sociais:

Cada vez mais frequentemente, o vício em redes sociais é a causa de um despedimento. Ir ao Facebook 20 vezes por dia interfere com a sua produtividade.

Muitas empresas optaram por controlar ou banir o acesso a este tipo de sites. Se a sua não o faz, exerça auto-controlo e visite-os apenas 2 a 3 vezes por dia em horários pré-estabelecidos para uma pequena pausa.

7. Maus hábitos de postura corporal:

Este é um dos hábitos mais difíceis de evitar, já que provavelmente não se apercebe do que está a fazer:

– revirar os olhos

– evitar olhar nos olhos do interlocutor

– dar um aperto de mão fraco

– ter uma postura de quem está aborrecido

-etc.

Os seus superiores, colegas e Clientes poderão aperceber-se da sua postura corporal e considerá-la rude ou pouco profissional.

8. Falta de atenção:

Esteja atento ao que se passa à sua volta. Como é a cultura da empresa? Quem são as pessoas mais influentes? Adapte-se a estas realidades para garantir que não é alvo de despedimento.

9. Linguagem incorrecta:

Erros de gramática, utilização de calão e asneiras podem sinalizar que não é educado.

Tenha atenção à sua linguagem, especialmente se o seu emprego envolver o atendimento ao público ou comunicação com clientes empresariais.

10. Querer trabalhar sozinho:

Se tem o hábito de querer fazer tudo sozinho… terá que o largar! Numa empresa, tem que trabalhar em conjunto com os colegas. Quem tem mais facilidade em trabalhar em equipa é melhor sucedido em termos profissionais.

Trabalhar em equipa implica saber partilhar o sucesso, ajudar os colegas sempre que possível, cumprir tarefas que não fazem parte da sua descrição de trabalho.

Perderá o apoio dos seus colegas caso exista algum problema, se não souber trabalhar em equipa. Isto quer dizer que será mais facilmente escolhido para sair da empresa.

11. Fazer “birras”:

Se é costume fazer birras, a gerência assumirá que não sabe lidar com o stress e a responsabilidade que lhe foi dada. Isto pode fazê-lo perder o emprego!

Aprenda técnicas de relaxamento e respiração. Evite levar os problemas pessoais para o local de trabalho!

12. Ineficiência:

Maus hábitos tais como desorganização e ser demasiado falador implicam com o seu trabalho, tornando-o um funcionário ineficiente.

Não deixe de ser sociável, mas não se esqueça que está ali para trabalhar! Saiba aqui como gerir melhor o seu tempo.

13. Falta de boas maneiras:

Lembre-se do que aprendeu quando era mais novo… “Bom dia”, “Por favor” e “Obrigado” devem fazer parte do seu dia-a-dia. Mantenha uma boa relação com os seus colegas e chefias.

Cuidado com hábitos que possam ser irritantes para os outros funcionários: mascar pastilha de boca aberta, falar ao telefone demasiado alto, bater com a caneta na mesa… Esteja atento a todas as suas acções!

 

Estes são alguns dos hábitos que poderão fazê-lo perder o emprego! Procure perceber se tem algum deles, e questione os seus amigos e colegas. Melhore a percepção que os outros têm de si!