A diferença entre o rendimento ativo e passivo corresponde ao património líquido, seja de uma empresa ou de um indivíduo.

Então, dominar estes dois conceitos permite-lhe avaliar o seu estado financeiro e tomar decisões estratégicas e mais informadas.

Saiba então a diferença entre rendimento ativo e passivo:

Rendimento Ativo

Os ativos são tudo aquilo que acrescenta valor e que se pode transformar em dinheiro. Assim, representa o conjunto dos bens.

No caso de uma empresa, os ativos podem englobar: o total de dinheiro existente, os equipamentos, mercadorias, matéria-prima e os imóveis.

Já para o cidadão, os ativos correspondem a todo o seu dinheiro disponível e ao conjunto de bens que lhe permita gerar rendimento. Inclui: ações, juros de depósitos a prazo ou rendas provenientes do arrendamento de imóveis ou terrenos.

Também, no caso de artistas, escritores, cientistas e/ou investigadores, os ativos incluem todas as patentes e direitos de autor que possuem relacionados com as suas obras.

Então, os ativos dividem-se em dois grupos – circulantes e não circulantes – consoante a liquidez, ou seja, quão rápido se consegue transformá-los em dinheiro.

Ativos Circulantes

São aqueles que possuem maior liquidez, que se podem converter-se em dinheiro num curto espaço de tempo – geralmente um ano.

Assim, para uma empresa, os rendimentos de curto prazo são: dinheiro em caixa, aplicações financeiras a curto prazo e mercadorias.

Já para uma pessoa individual, os ativos circulantes dizem respeito ao dinheiro que possuem na conta à ordem.

Ativos não circulantes

Os ativos não circulantes são todos os outros com menor liquidez. Ou seja, que precisam de um período de tempo maior até se converterem em dinheiro, por norma superior a um ano.

Então, os ativos não circulantes podem ser:

  • Realizáveis a longo prazo: depósitos e aplicações financeiras a longo prazo, empréstimos e adiantamentos de vendas;
  • Investimentos: participações que visam lucro para o negócio como um todo, como compra de terrenos e propriedades para futura utilização, obras de arte, ouro, etc;
  • Intangíveis: que não podem ser tocados, como direitos de autor, licenças e todo o software utilizado;
  • Imobilizados: ao contrário dos intangíveis, os passivos imobilizados existem fisicamente e podem ser tocados. Incluem os veículos, os móveis e toda a maquinaria de uma empresa.

Rendimento Passivo

Os rendimentos passivos correspondem às despesas ou saídas de dinheiro. São as obrigações, as contas a pagar e as dívidas, tanto para empresas como para individuais.

Também os rendimentos passivos podem-se dividir em circulantes e não circulantes. O critério é o mesmo: o prazo.

Assim, como passivos circulantes temos as obrigações que têm de ser pagas num período inferior a um ano (impostos, contribuições, fornecedores).

Nos passivos não circulantes enquadram-se o pagamento de empréstimos por serem dívidas com um prazo mais alargado.

 

Então, a diferença entre um ativo e um passivo é simples: o ativo é tudo aquilo que gera dinheiro e o passivo corresponde a tudo o que envolve despesa.

Já viu as empresas que estão a recrutar? Conheça-as aqui!

Fonte: Doutor Finanças