editar curriculum vitae

Já ouviu dizer muitas vezes que é preciso rever o curriculum vitae para evitar erros ortográficos. O The Daily Muse acredita que não basta editar erros – é preciso ler com “olho crítico” e fazer alterações para que o CV seja interessante de ler.

Siga estes 5 passos (por ordem!) e consiga um documento bem estruturado e sem erros:

1. Veja o curriculum vitae como um todo:

O seu impulso inicial poderá ser corrigir erros ortográficos e gramaticais. Esqueça, por momentos, essa questão. Olhe para o curriculum vitae como um documento único e leia-o de cima a baixo.

Determine a mensagem que o seu CV está a passar:

  • O mesmo vende-o como o candidato ideal para a função?
  • As suas competências vão de encontro aos requisitos constantes no anúncio de emprego?
  • A sua experiência ajuda-o a destacar-se de outros bons candidatos?
  • O início do seu curriculum vitae desperta curiosidade? O empregador vai sentir vontade de o ler até ao fim?
  • O seu objectivo está bem descrito?
  • Existe alguma informação irrelevante? Se sim, tire-a.

2. Simplifique e dê força ao texto:

Analise o CV frase a frase:

  • Está a utilizar linguagem forte? Ao utilizar verbos de acção torna a mensagem mais clara e empolgante.
  • Existe alguma frase que possa ser dita de forma mais clara ou em menos palavras?
  • Está a utilizar jargão da indústria ou acrónimos? Retire-os.
  • O que poderia ser melhor ilustrado através de exemplos?
  • Está a quantificar os seus sucessos em empregos anteriores?
  • Existe repetição de expressões e/ou palavras? Opte por substituí-las e utilizar uma linguagem mais diversificada.

3. Confirme os factos:

Releia o curriculum vitae e pense:

  • O nome das empresas está correcto? Alguma poderá ter mudado de nome ou ter feito parte de uma fusão. Se sim, indique “Nome Novo (Ex-nome antigo)”.
  • O nome das suas funções anteriores está correcto? É fácil de compreender para pessoas que não trabalharam na mesma empresa?
  • As datas de emprego estão correctas?
  • Os números e percentagens utilizadas para quantificar o seu sucesso são aqueles?

4. Corrija os erros:

Quando trabalha um documento durante muito tempo, eventualmente o seu cérebro já sabe o que está escrito, pelo que pode “ignorar” os erros. Em caso de dúvida, peça a um amigo ou familiar para rever o seu CV:

  • Existe algum erro ortográfico?
  • Alguma expressão/palavra utilizada de forma incorrecta?
  • Os bullets acabam todos com (ou sem) ponto final, vírgula ou ponto e vírgula? É importante manter a coerência.
  • As ideias estão separadas por vírgulas e pontos finais?

5. Torne o curriculum vitae visualmente apelativo:

O conteúdo é sempre o mais importante. Mas a forma como a informação é passada também pesa na decisão. Veja o seu currículo com olho de designer:

  • O aspecto visual geral é apelativo?
  • Existe demasiada informação, tornando a leitura difícil?
  • O tamanho de letra é o correcto?
  • Está a utilizar uma fonte comum e fácil de ler como o Arial?
  • O tipo e tamanho de letra é consistente ao longo do curriculum vitae?
  • Os bullets são todos iguais?
  • Deixou espaço branco para a página “respirar”?
  • Os seus contactos são facilmente encontrados?
  • Está a fazer o correcto uso de Bold, Itálico e linhas de forma a destacar as diversas secções?

O CV é uma das ferramentas de procura de emprego mais importantes. Trate-o como se estivesse a escrever um livro: é necessário corrigir e alterar até ficar perfeito.