conseguir emprego em pouco tempo

Está desempregado e quer um emprego para ontem, não é verdade?

Siga estas 5 dicas para alavancar a sua procura de trabalho e conseguir emprego em pouco tempo.

  1. Organize-se

Organização é a palavra-chave, enquanto procura trabalho.

Uma boa estratégia é criar um mapa em Excel com as seguintes colunas: nome da empresa, função/vaga em aberto, link para o anúncio de emprego, documentos necessários para a candidatura, data em que se candidatou, data do último acompanhamento e notas. Isto vai ajudar a controlar as suas candidaturas e a escrever notas sobre o feedback das empresas.

Se não é um fã do Excel (entendemos), tente outras ferramentas como o JibberJobber, que também o ajuda a organizar-se e a gerir a sua procura de emprego.

Desta forma, vai conseguir, mais facilmente, estar focado nos passos que tem de dar a seguir e também perceber o que pode estar a correr bem ou mal nas suas candidaturas.

  1. Investigação

A melhor forma de encontrar ofertas de emprego e de ser contratado é estar informado – muito informado – sobre a sociedade, a indústria e o cargo a que se quer candidatar.

Pesquise sobre cada uma das empresas em que está interessado e também sobre a vaga/função em aberto.

Só assim conseguirá adequar o seu currículo e escrever a sua carta de apresentação para a oferta de emprego a que se está a candidatar. Veja o que os empregadores procuram numa carta de apresentação.

Depois, prepare-se para uma possível entrevista.

Conheça o percurso da empresa, quais os seus objectivos, o que fez no passado, e se possível, quem estava a trabalhar na função que agora está vaga (o que fazia, porque saiu, etc.)

Esteja preparado para responder às perguntas do entrevistador, vá bem informado e faça perguntas inteligentes (lembre-se: faça sempre perguntas!). Isto pode fazer toda a diferença numa entrevista.

  1. Seja “Social”

Esteja presente no Twitter, LinkedIn e Facebook.

Sim, as redes sociais podem ajudá-lo a arranjar um trabalho.

Como? Estando presente de forma profissional. Não é suficiente ter contas nas redes sociais – é preciso usá-las corretamente.

Se gerir bem as suas páginas, o candidato a um emprego pode ser reconhecido como sendo um especialista num determinado sector (aquele pelo qual se interessa).

Além disso, nas redes sociais também é possível interagir com as empresas que estão a recrutar e criar a sua marca pessoal.

Ligue-se às empresas pelas quais está interessado, quer no Twitter, Facebook ou LinkedIn, para mostrar o seu interesse e as suas competências.

Por outro lado, outro aspecto importante nas redes sociais, é que elas também o vão ajudar a obter mais detalhes sobre as empresas.

  1. Rede de Contactos

O Networking é crucial em qualquer procura de emprego.

Conseguir um emprego pode depender de quem se conhece, ou seja, da sua rede de contactos.

Utilize as redes sociais, eventos profissionais e encontros sociais para aumentar a sua rede e relacione-se com profissionais que possam ser importantes para si.

Mas, não se esqueça que tem que criar um relacionamento benéfico para ambas as partes; se também ajudar essas pessoas, elas estarão mais propensas a ajudá-lo a conseguir um emprego.

Conheça aqui os 10 Mandamentos do Networking.

  1. Follow Up

Quando procura um emprego, não deve enviar uma candidatura e ficar simplesmente à espera que lhe caia uma resposta no colo.

Portanto, o acompanhamento é um dos passos mais importantes na procura de um emprego.

Duas formas de fazer um acompanhamento são:

  • Uma nota escrita à mão ou um email depois de uma entrevista, agradecendo ao entrevistador pelo seu tempo e disponibilidade e reiterando o seu interesse na oferta de emprego;
  • Um telefonema após duas semanas da entrevista ou do envio da sua candidatura.

Isto pode marcar a diferença entre ficar com o seu currículo na lista de potenciais candidatos ou no lixo.

 

Use estas cinco dicas essenciais, enumeradas também aqui e consiga o seu novo emprego dentro em breve!