Se está em tele-trabalho há algum tempo, é possível que já tenha sentido a chamada “fadiga do zoom”, ou seja, esgotamento após um longo dia de reuniões e chamadas. Então, vamos-lhe dar 8 dicas para combater a fadiga das videoconferências.

Alertamos que este fenómeno não está relacionado diretamente à plataforma Zoom, apenas adotou o mesmo nome, refere-se a qualquer tipo de videoconferência.

Mas existem várias maneiras de evitar o cansaço do zoom, como o trabalho a nível remoto veio para ficar, veja as 8 dicas para combater a fadiga da videoconferências, que o The Muse selecionou:

1. Pare de olhar para si mesmo (e para os outros)

Não estamos habituados a ver a nossa própria cara durante uma apresentação ou mesmo numa reunião.

Além disso, não estamos também habituados a fazer contacto visual com grupos ou ver a cara das pessoas tão perto por longos períodos de tempo.

A solução é simples, pode aceder às configurações da aplicação e ativar a opção de “ocultar auto-visualização”, por exemplo.

2. Tenha as videoconferências mais cedo

Pessoas que tinham videoconferências agendadas para o final do dia, por norma, sentem-se mais cansadas. Portanto, pode ser benéfico que as passe a realizar de manhã.

É claro que, com fusos horários diferentes, uma reunião matinal nem sempre é possível, mas faça-o sempre que puder.

3. Use o mudo

É menos chato lembrar as pessoas de ligar os seus microfones para falar, do que ser interrompido constantemente por barulhos de fundo.

Ligar o modo mudo ajuda as pessoas a controlar parte do caos à sua volta, o que diminuiu a sensação de fadiga.

4. Não padronize o uso do vídeo

Todos devemos estar à vontade para recusar a partilha de vídeo, especialmente quando são reuniões individuais.

5. Sugerir dias sem zoom

Se os seus colegas sentem o mesmo que você, talvez seja o momento se instituir a regra de alguns dias sem videoconferências.

Se acha que não está em posição de sugerir isso do nada, primeiro fale com alguns colegas de trabalho próximos e avalie o interesse deles em implementar tal política.

6. Acerte algumas etiquetas básicas

Já lhe aconteceu entrar numa reunião e estarem todos com a câmara desligada menos você? Isso pode-se tornar estranho e constrangedor.

Para que isto não aconteça, podem definir etiquetas básicas para chamadas que se realizem regularmente ou quando enviar um convite para uma reunião, no mesmo pode definir se é ou não para ligar a câmara.

7. Faça uma pausa e mova-se

Fazer pausas no trabalho sempre foi importante – tanto para a sua saúde quanto para a sua produtividade.

Agora, ficar algum tempo longe do computador durante o dia é fundamental, pois não tem intervalos internos.

As videoconferências limitam a sua mobilidade, pois permanecer no quadro do vídeo significa permanecer no lugar. Uma maneira de lutar contra isso? Desligue a câmara para que se possa levantar ou fazer alguns avanços durante a reunião.

8. Encontre formas de promover a ligação com os seus colegas

Quem está em tele-trabalho diz que a falta de interação com os colegas de trabalho é uma das piores partes deste processo.

Então, em videoconferência tente incorporar pequenas estratégias e incentive outras pessoas a fazerem o mesmo.

 

As alterações sofridas na rotina de muita gente e partilhar o ambiente pessoal e de trabalho num só, tornou-se difícil para muita gente.

Agora que sabe algumas digas para combater a fadiga das videoconferências, coloque-as em prática para que não se sinta tão cansado.