Centros de emprego anuladas mais de 146 mil inscrições

Desde o início do ano foram anuladas mais de 146 mil inscrições nos Centros de Emprego. O mês em que se registaram mais saídas com Abril com cerca de 20 mil desempregados a serem “excluídos”.

As anulações das inscrições devem-se sobretudo ao incumprimento das apresentações quinzenais e à falta de respostas às cartas do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP).

Este último mecanismo tem gerado mais polémica uma vez que os inscritos têm apenas dez dias para responder à carta que pede a actualização da situação laboral do cidadão. Caso a resposta seja dada fora desse prazo a inscrição nos Centros de Emprego é anulada sem aviso prévio e leva a que os desempregados percam benefícios futuros. Nestas situações, os desempregados só podem fazer uma nova inscrição 90 dias depois.

Esta prática já foi condenada diversas vezes pelo provedor de Justiça, uma vez que este controlo postal não é efectuado com correio registado e o IEFP não consegue provar que chegaram ao destino.
Fonte: RTP