linguagem corporal

Sempre que vai a entrevistas de emprego tenha em conta que a sua linguagem corporal é tão importante como aquilo que diz.

Se tem um bom curriculum e uma boa carta de apresentação, foi chamado para a entrevista e até está bem preparado, não deixe que a sua postura corporal deite tudo a perder.

 1.  Dar um aperto de mãos fraco

Antes de dar um aperto de mãos ao recrutador, levante-se da cadeira, dirija-se com confiança ao seu interlocutor, sorria e olhe-o nos olhos.

O seu aperto de mãos deve ser firme, sem esmagar a mão do empregador – espelhe a força que ele/ela utiliza.

2. Invadir o espaço pessoal

Respeite o espaço pessoal do recrutador. Não se aproxime demasiado nem tome a decisão de cumprimentar com dois beijinhos. Essa decisão deverá partir do empregador, caso assim o deseje.

3. Cruzar os braços

Cruzar os braços dá a ideia de que está desconfortável ou na defensiva. Tente gesticular (um pouco) com os braços. Parecerá mais interessado e entusiasmado com a conversa.

4. Esconder as mãos

Pode sentir a necessidade de esconder as mãos por se sentir inseguro. Force-se a colocar as mãos em cima do descanso para braços da cadeira ou em cima da mesa. Ao gesticular também mostra ao recrutador que a sua resposta é honesta.

5. Mexer no cabelo

O stress poderá fazer com que passe a entrevista de emprego toda a mexer no cabelo. Esta reacção aos nervos irá distrair o recrutador, que em vez de se lembrar das óptimas perguntas que fez, lembrar-se-à desse gesto.

6. Ter uma má postura

Endireite-se, não cruze as pernas nem olhe para o chão. Recostar-se na cadeira  é uma postura pouco profissional e dá a ideia de desinteresse.

7. Não olhar nos olhos

É natural que olhe em volta da sala enquanto responde às questões da entrevista de emprego – movimentar os olhos indica que está a aceder a diferentes zonas do cérebro. No entanto, quando o entrevistador fala, deve olhar para os seus olhos. Este comportamento cria uma conexão, e o seu nome será um dos primeiros na lista para a segunda entrevista de emprego.

8. Aparentar estar desinteressado

“O que faz aqui se não está interessado na vaga?” é o que pensará o seu entrevistador. Incline-se para a frente para mostrar interesse no que está a ser dito e não tente ver as horas. Esse gesto indica que tem pressa de acabar a entrevista. O recrutador far-lhe-à esse “favor” e dará a entrevista (e o processo de selecção) por acabada… para si.

9. Não sorrir

Sorrir cria empatia entre si e o recrutador. Descontraia, respire fundo e mostre que será um bom colega de trabalho, sorrindo.

10. Mostrar tiques nervosos

Os nervos são um ponto comum em qualquer entrevista de emprego. Seja auto-consciente e aperceba-se de quando mexe no cabelo, rói as unhas, mexe na pulseira, bate com a perna ou batuca com a caneta na mesa. Estes tiques são um sinal de ansiedade, pelo que deve evitá-los.

 

Siga este conselho da Forbes e seja bem sucedido na entrevista de emprego.