Muitos parabéns – parece que arrasou na sua entrevista de emprego. A análise das suas referências e competências foram positivas e agora a empresa que está a entrevistá-lo ofereceu-lhe uma proposta para o cargo.

Naturalmente, vai querer aceitá-la na altura – mas porquê tanta pressa? Quando dizem para dedicar algum tempo a ler o contrato antes de o assinar, é porque realmente é um passo de extrema importância. Leia-o com atenção, até com a ajuda de alguns amigos e/ou familiares para bons conselhos.

Por isso, antes de dizer o “Sim” ou “Não”, considere os próximos quatro fatores:

Controle o entusiasmo

A empresa pode não ser o que sempre quis, mas pense nas razões que o deixam entusiasmado para começar a trabalhar. Se nada lhe ocorre na altura, então algo se passa, e talvez possa não estar preparado para passar uma grande parte da sua vida com esta empresa.

O ideal é sentir-se entusiasmado com a ideia de entrar numa empresa nova e fresca. Se o entusiasmo não está presente e tudo não passa apenas de um processo, talvez a empresa ou o cargo não se adequam à sua pessoa. Contudo, pode sempre procurar esse entusiasmo ao conhecer os seus futuros colegas, talvez encontrar um novo sítio para morar mais perto do emprego.

O empreendedor Derek Sivers diz que nestas situações ou é – “Claro que sim” ou “Não”.

Analise a cultura da empresa

Saiba qual a cultura da empresa primeiro. Pode aprender através da sua experiência durante o processo de recrutamento. Também deve ter percebido através das atitudes e valores do espaço quando lá esteve, e isto é um fator legítimo para decidir se realmente pretende trabalhar com esta empresa ou não.

Se essa experiência não for suficiente, pode sempre investigar a empresa em websites de críticas, como o Glassdoor para analisar a empresa. Vai deparar-se com boas críticas e com más críticas. No geral, isto deve ajudá-lo a ter uma melhor ideia sobre a empresa e o que os atuais colaboradores dizem sobre trabalhar nessa empresa.

Avalie as suas necessidades

O emprego proporciona o essencial para as suas necessidades? Avalie sempre as opções do contrato, como a sua remuneração, os bónus, os benefícios em geral, o seguro de saúde, subsídios, as diversas formas de licenças, entre outras.

Se a oferta de emprego vai ao encontro das suas necessidades, pode aceitar e assinar o contrato. No entanto, certifique-se que todo o pacote geral está de acordo com o necessita. Lembre-se do custo de oportunidade. Se aceitar esta oportunidade de emprego, não poderá aceitar outra nos próximos tempos, por isso balance cautelosamente as suas opções e necessidades.

Será compensado corretamente? Vale a pena questionar proactivamente a gerência ou os RH sobre as opções completas disponíveis no seu contrato de trabalho. Por vezes é necessário ser esclarecido em determinados pontos, o que implica discuti-los antes de aceitar a proposta e assinar o contrato (e arrepender-se mais tarde).

Qual o futuro promissor da empresa?

Claro que vai querer sentir orgulho da empresa onde trabalha. Deste modo, pergunte e faça uma pesquisa sobre o plano de desenvolvimento da empresa. Tem de se certificar que o seu caminho e o da empresa se cruzam. Além disso, descubra o motivo pelo qual as pessoas saem da empresa e a taxa de rotatividade.

Uma empresa promissora apostará no seu crescimento. Não é de admirar que um dos fatores mais relevantes é a disponibilidade para a progressão de carreira do colaborador. Apesar de não poder adivinhar o futuro, deve entender a direção da empresa e assegurar-se que vai ao encontro dos seus objetivos.

Além disso, é provável querer informar-se sobre o setor de atividade da empresa. Exemplificando – Esta pode ser uma empresa líder na indústria dos CD’s, mas já sabemos que isso não vai acabar bem, uma vez que a indústria vai morrer mais cedo ou mais tarde.

 

Fonte: The Undercover Recruiters