10 mandamentos do networking 2 O Networking é uma ferramenta vital para quem procura emprego, e não só. Para tirar partido da sua rede de contactos, siga estes 10 mandamentos:

Mandamento I – Compreenderá a importância do Networking

Manter uma rede de contactos forte com familiares, amigos e colegas pode ajudá-lo a progredir na carreira. Sabia que a maior parte das vagas de emprego não chegam a ser anunciadas ao público? Os seus contactos podem ajudá-lo a encontrar emprego, dar referências suas ao recrutador e, posteriormente, ajudá-lo a ser bem sucedido na função. Os seus contactos podem também passar-lhe informação relevante sobre os desenvolvimentos da indústria e dar-lhe a conhecer novas oportunidades de negócio.

Mandamento II – Construirá relacionamentos com os membros da sua rede

Para ter uma rede de contactos valiosa, não é suficiente conhecer muitas pessoas. É preciso fomentar a ligação emocional com cada uma, construindo laços profissionais e de amizade. Manter o contacto é importantíssimo – só assim garante que os membros não deixam de fazer parte da sua comunidade.

Mandamento III  – Compreenderá que qualidade é melhor que quantidade

Pode “coleccionar” 1000 números de telefone no seu telemóvel, mas se não tiver confiança para falar com as pessaos, de que serve? É preferível ter poucos contactos, mas valiosos, do que centenas com os quais não mantém um relacionamento. Aposte numa rede mais pequena e sólida.

Mandamento IV – Estará sempre preparado

Nunca se sabe quando poderá aparecer uma oportunidade de emprego ou de negócio. Esteja preparado, levando sempre consigo cartões de visita (se tiver) e um discurso curto sobre as suas competências e aspirações. Também é aconselhável ter sempre acesso ao seu CV, para poder enviá-lo rapidamente. Sugerimos que tenha um e-mail com o documento na sua mailbox, para mais facilmente reencaminhar quando necessário.

Mandamento V – Ajudará sempre que possível

Ajude para ser ajudado: a melhor forma de desenvolver a sua rede de networking é ser solícito.  Se conhecer alguém que procura emprego, mostre-se disponível para lhe mostrar oportunidades relevantes. Se estiver presente num grupo de profissionais da sua área de especialização, partilhe com eles notícias e artigos relevantes.

Mandamento VI – Participará em eventos que promovam o networking

Não é obrigatório participar nos eventos específicos de networking, embora seja aconselhado. Deve, no entanto, participar em workshops, feiras, conferências e reuniões de profissionais da sua área. Para além de estar a conhecer novos métodos e tecnologias, também terá a hipótese de se apresentar a potenciais membros para a sua rede.

Mandamento VII – Utilizará as redes sociais para desenvolver a comunidade

As redes sociais, e em especial o LinkedIn, são um bom ponto de partida para estabelecer contacto com potenciais membros da sua comunidade. Actualize constantemente o seu perfil e partilhe conteúdo relevante. Siga influenciadores e peça amizade/conecte-se com outros profissionais, amigos e familiares. Utilize o sistema de mensagens privadas para iniciar conversa e seja pro-activo, fazendo recomendações das pessoas com quem já teve contacto académico/profissional.

Mandamento VIII – Levará os contactos Online para o Offline

Convide os membros da sua rede de networking para um café, reunião ou jantar. Estabeleça uma ligação emocional e troque experiências profissionais e pessoais. Construir uma relação vai criar laços fortes – e que se podem vir a traduzir em entreajuda a nível de carreira.

Mandamento IX – Fará follow-up dos seus contactos

Se enviar um e-mail ou mensagem, não obtiver resposta no período desejado, não desista. Volte ao contacto, pedindo feedback. Seja sempre cortês e demonstre compreender que o tempo do seu contacto é bastante valioso.

Mandamento X – Agradecerá

Por último, não se esqueça de agradecer toda a ajuda que a sua rede de networking lhe presta. Coisas tão simples como um artigo partilhado merecem um “obrigado”. Se um dos membros conseguir ajudá-lo a encontrar emprego, deve mostrar gratidão: as pessoas gostam de ver o seu “trabalho” reconhecido.