Hoje em dia, no mercado de trabalho, um pacote de benefícios generoso é essencial para atrair e reter os melhores talentos. Saiba então alguns dos benefícios mais valorizados pelos colaboradores.

De acordo com pesquisas realizadas, cerca de 60% das pessoas afirmam que os benefícios e vantagens são um fator importante ao considerar a aceitação de uma oferta de emprego.

A pesquisa também descobriu que 80% dos funcionários escolheriam benefícios adicionais em vez de aumento de salário.

Um estudo realizado pela Fractl, um agência de Marketing, revelou que, além do seguro de saúde, os funcionários valorizam benefícios que para o empregador ficam mais baratos. Como: horários flexíveis, férias pagas e opções de trabalho em casa.

Além disso, a empresa descobriu que certos benefícios podem conquistar alguns candidatos a emprego que enfrentam ofertas de maior remuneração e com menos vantagens adicionais.

Trabalho bem remunerado ou trabalho mal remunerado com mais vantagens?

Neste estudo, foram inquiridos 2000 trabalhadores norte-americanos, com idades entre 18 e 81 anos. Foi-lhes dada uma lista de 17 benefícios e foram questionados que peso davam às opções a decidir entre um trabalho bem remunerado e um trabalho mal remunerado com mais vantagens.

Assim, no topo da lista ficou como preferência, ficou a opção um bom seguro de saúde, odontológico e oftalmológico, com 88% dos entrevistados a afirmar que é um bom benefício. Dos restantes, 34% avaliou este ponto como “alguma consideração” e 54% “muita consideração” (54%) ao escolher um emprego.

O equilíbrio da vida profissional e pessoal

Também considero com muita relevância, ficaram aqueles que oferecem flexibilidade e melhores o equilíbrio entre vida profissional e pessoal.

Benefícios como: horários flexíveis, mais tempo de férias, mais opções de trabalho em casa e tempo de férias ilimitado, foram considerados pelos entrevistados como relevantes e que podem dar uma vantagem aos empregos de baixa remuneração em relação aos que alta.

Além disso, a flexibilidade e o equilíbrio entre vida pessoal e profissional são de extrema importância para um grande segmento da força de trabalho: os pais.

 

Oitenta e oito por cento dos entrevistados disseram que considerariam de alguma forma ou seriamente um emprego que oferecesse horários flexíveis, enquanto 80% considerariam um emprego que os permitisse trabalhar em casa.

Regime de férias e folgas

Dos entrevistados, 80% admitiu que mais tempo de férias seria uma vantagem atraente.

Oferecer uma política de folga ilimitada pode ser uma vantagem para o empregador e o funcionário.

Mais férias é algo que pode custar mais à empresa, pois além de estar a pagar os dias ao funcionários também está a pagar mais subsídio de férias. Então, mudar para uma política de folga ilimitada pode resolver o problema de responsabilidade.

Empresas que já adotaram a política de folga ilimitada, admitem que os funcionários tiram a mesma quantidade de férias.

A Fractl dá o exemplo, desde que adotou esta medida não notou qualquer impacto negativo na produtividade. Não houve um grande aumento no tempo que os funcionários passam fora do escritório, mas a qualidade do trabalho continuou a melhorar.

Entre os benefícios menos cobiçados, ficaram aqueles que não afetam diretamente o estilo de vida e as finanças do trabalhador. Tais como: brindes no escritórios, comida, café, etc.

A diferença de género na escolha

Este estudo revelou também que há diferenças nas escolhas entre mulheres e homens.

As mulheres foram quem mais teve tendência a preferir benefícios familiares, como licença parental remunerada e creches gratuitas. 25% das mulheres disseram que dariam muita consideração à licença parental ao escolher um emprego (apenas 14% dos homens disseram o mesmo).

Quanto ao homens, tiveram mais tendência que as mulheres a valorizar eventos de união de equipa, retiros e comida grátis.

Ambos os sexos valorizam vantagens relacionadas ao condicionamento físico, embora sejam de tipos diferentes. As mulheres preferem aulas de ginástica e ioga gratuitas, enquanto os homens preferem um ginásio no local de trabalho ou inscrição gratuita num ginásio.

 

De todos estes benefícios, talvez dos mais caros para a empresa seja o seguro de saúde, no entanto, os restantes como férias/folgas ou trabalho flexível, normalmente custam pouco ou até mesmo nada ao empregador. Muitas vezes até economizam dinheiro ao reduzir os custos indiretos.

Agora que sabe alguns dos benefícios mais valorizados pelos colaboradores, reveja a lista dos seus para que consiga manter os bons funcionários e atrair mais.

Fonte: Harvard Business Review