Competências transferíveis: o que são e para que servem

Quer mudar de carreira, mas está com receio de ter que começar tudo do zero? Não tem que ser assim. É aí que entram em competências transferíveis.

O que são competências transferíveis?

São as capacidades que adquiriu nos postos de trabalho por onde passou e que podem ser úteis no seu próximo emprego, mesmo que seja para uma outra profissão. Para além disso, o trabalho voluntário, passatempos, desportos, ou outras experiências de vida também podem ser utilizados na sua nova carreira. Por exemplo, as competências de negociação adquiridas por um comercial no contacto com clientes são utilizáveis noutra profissão em que seja necessário manter contactos com fornecedores, parceiros e outros.

Já agora, conheça 5 características que as empresas procuram num candidato.

Como identificar as suas habilidades transferíveis

Aqui está uma pequena lista de competências transferíveis, exemplos que também pode ver aqui. Por favor, note que esta lista não é exaustiva, há muito mais habilidades que podem ser transferidas para uma variedade de empregos e ocupações.

  • Planear e organizar eventos e actividades
  • Delegar responsabilidades
  • Motivar os outros
  • Atenção aos detalhes
  • Analisar e avaliar o seu próprio trabalho
  • Analisar e avaliar o trabalho dos outros
  • Lidar com obstáculos e crises
  • Ser “Multi-funções”
  • Apresentar relatórios
  • Fazer apresentações orais
  • Gerir o tempo
  • Lidar com reclamações
  • Coordenar actividades
  • Pesquisar
  • Gerir as finanças/orçamentos
  • Falar uma língua estrangeira (especificar idioma)
  • Saber linguagem gestual
  • Utilizar softwares de computador (especificar os programas) – conheça 8 competências digitais que aumentam a sua empregabilidade
  • Treinar ou ensinar os outros
  • Identificar e gerir questões éticas

 

Os títulos das funções que já teve podem dizer pouco sobre o que fazia. É por isso que é importante analisar cada um dos trabalhos que já teve e descobrir quais são as habilidades que aprendeu, pôs em prática ou desenvolveu. Pense bem em cada uma das suas competências e faça uma lista como a de cima. Depois, analise o que os recrutadores pretendem para os cargos a que se quer candidatar e apresente-as na sua Carta de Apresentação (veja como fazer ao mudar de carreira) e no seu Currículo (saiba como escrever o seu resumo de competências).