quando não tem um licenciatura currículo

Felizmente, a carreira e o sucesso nem sempre dependem de um diploma universitário. Basta olhar para a ascensão de Bill Gates, da Microsoft, Michael Dell, da Dell, e Mark Zuckerberg do Facebook. Estes empresários começaram a exercer a sua actividade antes de completarem os estudos universitários. Essa decisão dificilmente os impediu de ter sucesso, segundo diz Don Goodman neste seu artigo.

Será que você pode fazer o mesmo?

Certamente que há empregadores que exigem que os seus colaboradores tenham uma educação universitária, mas também há aqueles que se importam menos com as suas habilitações literárias e mais com outros pormenores.

Alguns recrutadores estão mais interessados ​​no carácter do candidato e nas suas experiências profissionais. Um diploma universitário torna-se menos importante no currículo quando o candidato tem cinco ou mais anos de experiência profissional numa função, por exemplo.

Portanto, não se preocupe tanto com o que não tem e concentre-se em destacar no seu currículo aquilo que tem de melhor para oferecer. Aqui estão algumas dicas:

  1. Coloque o histórico da sua experiência profissional em 1º lugar

Os empregadores querem saber que você é eficaz e que pode ocupar aquela função. A melhor maneira de fazer isso é demonstrar realizações e conquistas nos seus empregos anteriores. Se mostrar como se pode enquadrar na função, assim que o recrutador começa a ler o seu currículo, ele pode ignorar eventuais deficiências. O recrutador pode ficar impressionado o suficiente para nem sequer querer saber o que lhe indica na secção das habilitações literárias.

Se tem dúvidas, veja aqui como escrever e estruturar um CV.

  1. Destaque os seus conhecimentos

Esta é uma oportunidade de mostrar a sua auto-iniciativa – e é uma categoria no seu currículo que pode ajudar a minimizar a importância do facto de não ter um diploma universitário.

Divulgar a sua participação em acções de formação, cursos, seminários e conferências, irá demonstrar ao recrutador que tem o know-how necessário para fazer o trabalho requerido. Isso mostra maior valor do que apenas ter um diploma universitário sem mais nada.

  1. Inclua toda a informação, mesmo que não concluída

Se está ainda a completar a sua licenciatura ou fez outros cursos no passado, indique isso mesmo no seu currículo. Não tenha medo de demonstrar o que fez e o que ainda está a fazer pela sua educação.

  1. Envie o seu currículo para quem toma as decisões

Se tem mais de 10 anos de experiência num trabalho, o recrutador provavelmente não se vai importar com um diploma. Por isso, se conseguir saber quem é a pessoa que toma as decisões, envie-lhe directamente o seu currículo, em vez de enviar para um email geral, onde serão outras pessoas que vão filtrar os currículos e provavelmente colocar o seu de parte.

Se isso não for possível, então, pelo menos, apague do seu CV estes 10 lugares-comuns.

 

Claramente, há certas carreiras em que é necessário ter uma licenciatura – como um advogado, um médico, ou um professor. Em muitos casos, no entanto, a vida e o sucesso da carreira baseiam-se mais na experiência do que nas habilitações.

Lembre-se disso e não desista!