criar empatia com o recrutador

Uma entrevista de emprego pode ser uma experiência stressante, principalmente quando se está fora do mercado de trabalho há um longo período de tempo.

Além disso, uma coisa é promover-se no papel, através do currículo, mas outra é promover-se pessoalmente numa entrevista.

Seja como for, independentemente de estar fora do mercado de trabalho há um longo período, de querer mudar de carreira, ou de estar ainda empregado e à procura de uma oportunidade melhor, a chave para a realização de uma entrevista de emprego com sucesso é o resultado de uma série de factores.

E um dos factores principais desse sucesso é a relação que se estabelece com o recrutador.

É disso que falamos aqui.

Na verdade, as pessoas contratam pessoas de quem gostam. Mesmo que um candidato seja mais qualificado e experiente do que o outro, sem uma boa relação há poucas perspectivas de assegurar o trabalho.

Portanto, a questão fulcral tem a ver com a forma como o candidato desenvolve a sua relação com o recrutador na entrevista de emprego.

Saiba, de seguida, como deve fazer para criar empatia com o recrutador:

  1. Utilize bem a sua linguagem corporal

A sua linguagem corporal e expressões faciais informam o recrutador sobre a sua forma de se enquadrar na conversa e até que ponto está interessado naquela oportunidade. Mantenha sempre o sorriso, a confiança e ouça cuidadosamente tudo o que lhe é dito para conseguir responder de forma adequada e saber como construir a conversa.

Saiba mais sobre o que diz a sua linguagem corporal.

  1. Procure mais informações 

Fazer perguntas mostra ao recrutador que o candidato está envolvido na conversa. Tente fazer perguntas para sondar e obter informações adicionais sobre a vaga ou a empresa. Em vez de simplesmente responder ao que lhe é perguntado, responda, mas acompanhe com uma questão e transforme a entrevista numa conversa. Isto expressa ao entrevistador que tem interesse em aprender mais.

  1. Demonstre que está pronto para o desafio

Há desafios em todos os trabalhos e em todas as empresas. O que é importante para um recrutador é que o candidato esteja pronto para o desafio e que queira ter sucesso.

Pesquise mais informações antes da entrevista, revendo o site da empresa e notícias que possam existir. Desta forma irá compreender melhor o desafio a que se propõe, ou até como as mudanças recentes da empresa podem afectar a função que lhe interessa.

Faça perguntas relacionadas com a sua pesquisa durante a entrevista. Assim, o recrutador vê que se preparou adequadamente. Também pode aproveitar a oportunidade para transmitir a sua experiência em situações semelhantes e como costuma lidar com elas.

Veja aqui exemplos de perguntas que pode fazer na entrevista de emprego.

Lembre-se que, quanto mais confiante e confortável estiver consigo mesmo na entrevista, mais fácil será para o recrutador desenvolver uma relação forte consigo. Se estiver rígido, de cabeça para baixo, e for breve nas suas respostas ou na conversa, isso torna mais difícil estabelecer uma boa conversa. Mas, isto não quer dizer que se sente na cadeira e relaxe como se estivesse na sua sala de estar. O objectivo é desenvolver uma conversa com facilidade sem deixar uma má impressão.

Não existe uma regra absoluta em torno da linguagem corporal, mas é prudente evitar que haja alguma hipótese de ser mal interpretado.

Antes de ir para uma entrevista pode preparar adequadamente a sua linguagem corporal, observando-se ao espelho. Outra forma de o fazer, pode ser a de ter alguém a entrevistá-lo e gravar um vídeo de toda a sessão. Reveja a forma como se apresenta e perceba onde pode melhorar antes da sua entrevista.

Leia também sobre este assunto aqui.