O Grupo Bernardo da Costa, definiu o salário mínimo de 800€ para os seus funcionários, já a partir deste mês.

Este grupo empresarial bracarense, que emprega 194 pessoas, 86 das quais a trabalhar em Portugal, é já conhecido pelas regalias que oferece aos funcionários.

Fora desta medida fica apenas a empresa BCInergia, que segundo Ricardo Costa – CEO e neto do fundador – foi muito afetada pela crise de 2009 a 2014. Ainda assim, “estou certo de que em dois anos terá condições para estar a par das restantes empresas do grupo”, acrescentou.

Neste grupo foi criado o Departamento da Felicidade, que é responsável por proporcionar regalias aos seus funcionários.

Entre estes benefícios estão: seguro de saúde, dia do aniversário, férias em destinos paradisíacos, uma sala de diversões e dias temáticos. Oferecem ainda, serviços de lavandaria no local de trabalho e entrega de comida ao domicílio.

“É nossa obrigação, enquanto gestores, garantir um nível de vida familiar digno a todos os nossos colaboradores”, afirma o presidente do grupo.

Benefícios em tempos de COVID

Ricardo Costa já levou os seus funcionários a Punta Cana, República Dominicana, Cuba, México, Jamaica e Cabo Verde. Para 2020 o destino era o Egipto, mas foi cancelado devido à Covid.

Qual a solução do grupo? Pagamento de um prémio extra a cada trabalhador, no valor de 500€.

O Departamento da Felicidade não para e “mesmo em pandemia, continuou a proporcionar as melhores condições, bem-estar e equilíbrio entre a vida pessoal e profissional” aos trabalhadores do grupo, refere Ricardo Costa.

O empresário promete novidades em breve neste departamento.

Fonte: Sábado