Já lhe mostramos os passos para criar um currículo enquanto ainda é estudante. Agora vamos dar-lhe algumas dicas para escrever um currículo universitário de sucesso.

Se achar que não tem nada para colocar no currículo, não se preocupe. Mesmo que ache que o que fez até agora não é relevante, engana-se.

Veja estas dicas para escrever um currículo universitário de sucesso:

6 dicas para escrever um currículo universitário de sucesso

Da formatação, à elaboração de descrições fortes e a atenção aos detalhes, tudo lhe pode ajudar a ter sucesso ao escrever o seu currículo.

Aqui estão algumas dicas para escrever um currículo universitário de sucesso:

1. Escolha o formato de currículo certo para si

Escolher um formato de currículo através de alguém que tenha tido sucesso usando esse tipo, não é a melhor ideia. Pense sempre, em primeiro lugar, se essas pessoas estão no mesmo nível de carreiro que você.

Existem três tipos principais de formato de currículo – currículo funcional, currículo combinado / híbrido e currículo cronológico. Este último é quase sempre o mais adequado para estudantes universitários.

Assim, com um currículo cronológico, irá colocar a informação por ordem cronológica inversa, ou seja, da mais recente para a mais antiga.

2. Seja claro e consistente

Em termos de formatação, há diversas escolhas a fazer, como fonte, estilo e espaçamento. Seja qual for a sua opção, certifique-se de que fica fácil de ler, consistente e não muito sofisticado.

Pode até ter o melhor conteúdo do mundo, mas se for muito difícil ou chato de ler, o recrutador provavelmente irá seguir em frente.

Então, para tornar o documento simples, use cabeçalhos claros para as suas secções. Talvez em negrito e maiúsculas, por exemplo.

O resto do conteúdo também deve ser consistente. Por exemplo, todos os nomes de empregadores anteriores podem estar em itálico, as datas alinhadas à direita, as localizações em texto simples e os títulos das funções em negrito.

Manter as coisas uniformes ajuda o recrutador a absorver facilmente todas as informações relevantes que você deseja que ele tenha.

3. Certifique-se que passa num sistema de rastreamento de aplicativos

É muito provável que o seu currículo vá passar por um sistema rastreador de currículos. Os recrutadores aplicam filtros ou palavras-chave e o sistema seleciona os candidatos que cumpram com esses requisitos.

Então, para que o seu currículo passe nesta primeira fase e chegue ao recrutador, o sistema de rastreamento tem de o selecionar.

Existem opções de formatação que podem confundir um sistema – por exemplo, alguns não leem o conteúdo dentro de tabelas, caixas de texto ou gráficos.

Além disso, utilizar palavras-chave que estejam presentes no anúncio é uma mais-valia.

4. Crie descrições impactantes

Chame a atenção dos recrutadores.

Então, pense num estágio que realizou, ou num projeto ou voluntariado em que participou e procure responder a algumas destas perguntas:

  • Qual foi o seu papel?
  • Quais eram os objetivos para essa posição ou experiência?
  • Que tarefas fez especificamente?
  • Em que projetos trabalhou?
  • Concluiu algum projeto ou tarefa paralela?
  • Com quem trabalhou?
  • O que contribuiu?
  • O que conseguiu? (Ou o que fez / pretende realizar?)
  • Pode ser quantificado? (Os números podem pintar uma imagem clara e impressionante das suas realizações)

5. Adapte o seu currículo a cada oportunidade

Deve sempre adaptar o seu currículo a cada oferta de emprego específica.

Assim, a descrição da oferta será a sua chave. Analise o anúncio e procure que o seu currículo vá ao encontro do mesmo.

Se não tiver certeza de quais habilidades enfatizar, pegue na descrição d0 cargo inteira e coloque-a num gerador de palavras online. Ele mostra automaticamente as palavras mais usadas na descrição, que provavelmente são de maior importância para a empresa ou função.

6. Outras dicas testadas e comprovadas

Deixamos-lhe ainda outras dicas para ter em mente ao criar o currículo:

  • Evite escrever na primeira pessoa (“eu”, “nós”, “nosso” e “minhas” declarações);
  • Marcadores tornarão o seu documento mais legível – normalmente, dois a três por entrada funcionam bem;
  • A atenção aos detalhes é importante. Reveja – não apenas para erros de digitação, mas para garantir que a formatação seja consistente;
  • Reveja todos os cabeçalhos colocados em maiúsculas. Alguns corretores ortográficos são programados para assumir que são siglas e ignorá-los;
  • Abandone as siglas sempre que possível. Não presuma que o leitor sabe do que está a falar;
  • Esteja ciente dos tempos. Se terminou uma experiência, essa descrição estará no tempo passado e experiências atuais podem ser descritos no tempo presente;
  • As margens aceitáveis ​​geralmente estão entre 1 e 0,7 polegadas;
  • Escolha uma fonte legível, como Arial, Calibri ou Times New Roman, e tente não usar fonte mais pequena que 11;
  • Como estudante universitário, mantenha um currículo de uma página.

 

Assim, tenha ciente estas dicas que lhe demos para escrever um currículo universitário de sucesso.

Este tipo de currículo deve mostrar a sua educação, experiências e habilidades (diretas e transferíveis) de forma clara.

Fonte: The Muse