Quando não recebe respostas às suas candidaturas a dúvida impõe-se: será erros no seu currículo, o mercado de trabalho ou o excesso de procura às ofertas a que se candidatou?

Segundo a Work It Daily, os candidatos ligam e questionam se será do currículo e, em 99% dos casos, confirmaram que realmente era.

Então, mostramos-lhe seis erros que por norma são cometidos no currículo, para que, se necessário, corrija o seu:

1. Ainda diz o seu objetivo

No seu Currículo ainda tem aquela secção em que diz qual o seu objetivo para o seu próximo emprego? Isto pode não adequá-lo totalmente à oferta a que se candidata.

Então, substitua isso por um resumo da sua experiência, ou seja, uma lista de habilidades necessárias para o emprego ao qual se candidata.

2. Falta-lhe uma marca pessoal

Quando os recrutadores veem o seu currículo, eles precisam de perceber que atributos você tem que sejam valorizados para a oferta.

Considere dois pontos: o que é importante para o empregador ao qual você se candidatou e como o seu conhecimento e experiência se correlacionam com a maior necessidade dele.

A marca pessoal no seu currículo trata-se de como você se apresenta ao empregador. Isto é, eles têm uma necessidade que precisam preencher e você só tem de mostrar como pode ser a pessoa ideal, através do que tem para oferecer o de quem você é.

3. O seu currículo é vago

O seu currículo está cheio de palavras que se aplicam a todos os candidatos, por exemplo:

“Especialista em TI dinâmico e focado em resultados com ampla experiência em supervisão de projetos, implementação de sistemas (…). Capacidade comprovada de analisar rapidamente os principais motivadores de negócios e trabalhar diretamente com a equipa interna / externa, alavancando um esforço centrado na equipa que aumenta a lucratividade.”

Isto pode parecer bom, mas na realidade não está a especificar sobre quem você é, a sua experiência e o que oferece à empresa.

Ao invés, explique quantos projetos supervisionou, que processos aprimoraram, o resultado da melhoria, são exemplos. Dizer que superou expectativas é vago, fica que expectativas superou e em quanto superou.

4. Não destaca as suas competências

A parte mais importante do seu currículo é esta, onde pode mostrar ao recrutador a suas habilidades e realizações.

Destaque as suas competências no resumo da sua experiência, isso captará a atenção do recrutador para continuar a ver o seu currículo com interesse.

5. Deveres e responsabilidades estão básicos

Quando coloca no seu currículo deveres e responsabilidades básicos, fica um pouco aquém das expectativas.

Fale sobre os desafios que enfrentou, como os enfrentou e quais foram os resultados. Isso torna as informações contidas no seu currículo muito mais impactantes.

6. Não tem números ou factos no seu currículo

Quando se referir a custos, por exemplo, não diga apenas que conseguiu reduzi-los, dê um valor ou percentagem.

Faça perguntas a si mesmo, como: quanto ou quantos? Seja número de pessoas ou projetos que gere, ou valor monetários.

Aconselhamos a que, depois de saber estes pontos, reveja o seu currículo. Se alguns desde pontos estiver no seu currículo, talvez seja melhor corrigir, assim poderá melhorar a sua taxa de resposta a ofertas de emprego (Dica: adapte o seu currículo a cada oferta de emprego).