Sabia que uma entrevista dura, em média, 40 minutos? E que 33% dos recrutadores determinam se vão contratar o candidato nos primeiros 90 segundos?

A preparação para as entrevistas de emprego é a sua melhor arma para garantir o sucesso. No entanto, é difícil prever o resultado das mesmas. O The Undercover Recruiter reuniu algumas estatísticas para melhor ajudar a perceber o que os entrevistadores analisam.

estatísticas entrevistas de emprego

Primeira impressão em entrevistas de emprego:

  • Apenas 7% da imagem com que o recrutador fica de si vem daquilo que diz;
  • 38% tem a ver com o tom e colocação da voz e utilização da linguagem – a gramática e confiança são bastante importantes;
  • 55% é determinado pelo vestuário, acções e postura (por exemplo, a forma como entra na sala da entrevista).

Vestuário como factor diferenciador:

  • 70% dos empregadores não procuram candidatos que estejam “na moda” e que sigam as últimas tendências;
  • No entanto, 65% dizem que a roupa pode ser o factor de desempate entre dois candidatos.

Erros não verbais mais comuns em entrevistas de emprego:

  • 9% dos 2000 recrutadores assinalou:  utilização excessiva de movimentos de braços;
  • 21% assinalou: Mexer no cabelo ou face
  • 21% assinalou: Cruzar os braços
  • 26% assinalou: Aperto de mãos fraco
  • 33% assinalou: Fazer movimentos que demonstram nervosismo (bater a perna, mexer no anel, brincar com a caneta, etc.)
  • 33% assinalou: Ter má postura
  • 38% assinalou: Não sorrir
  • 47% assinalou: Não conhecer a empresa
  • 67% assinalou: Não estabelecer contacto visual com o recrutador

Erros verbais mais comuns em entrevistas de emprego:

  •  10º lugar: Exagerar na explicação do motivo pelo qual perdeu o emprego anterior
  • 9º lugar: Dar a entender que ainda está afectado pela perda do emprego anterior
  • 8º lugar: Demonstrar falta de humor, simpatia ou personalidade
  • 7º lugar: Não mostrar entusiasmo pelo vaga
  • 6º lugar: Não ter feito pesquisa suficiente/ não conhecer a empresa
  • 5º lugar: Concentrar-se demasiado no que o próprio candidato pretende
  • 4º lugar: Tentar agradar a todos (dizendo que se sabe fazer tudo ou que se tem o perfil ideal para todas as situações)
  • 3º lugar: Improvisar na entrevista de emprego
  • 2º lugar: Não se destacar dos demais candidatos
  • 1º lugar: Não pedir para ser contratado (não é necessário pedir literalmente, mas deve demonstrá-lo com o discurso)

Dicas mais comuns sobre entrevistas de emprego:

  • 4º lugar: Informe-se sobre a empresa
  • 3º lugar: Tenha em mente uma função específica (ajudará a orientar o discurso)
  • 2º lugar: Compreenda a relevância das suas competências para a vaga em questão
  • 1º lugar: Saiba descrever sucintamente a sua experiência profissional

5 perguntas mais comuns:

  • 5º lugar: “Fale-me da sua experiência na empresa ____________ .”
  • 4º lugar: “Porque quer trabalhar nesta empresa?”
  • 3º lugar: “O que sabe sobre a nossa empresa?”
  • 2º lugar: “Porque saiu do último emprego?”
  • 1º lugar “Fale-me sobre si.”