carta de apresentação

Para escrever uma carta de apresentação é necessário conhecer a empresa e o cargo a que se candidata. Na mesma, devem constar os seus contactos, o motivo pelo deve ser escolhido para ir à entrevista de emprego e as suas principais competências relevantes para a função.

Ao escrever a carta, tenha atenção para não cometer qualquer um destes erros:

1. Não escrever o nome do recrutador

Evite escrever “Caro senhor(a)” ou “A quem de direito”. Pesquise na internet o nome da pessoa encarregue pelo recrutamento e selecção de candidatos. Caso não consiga encontrar o mesmo, pode tentar contactar a sede da empresa e questionar quem é o responsável pelos recursos humanos ou quem colocou o anúncio de emprego.

Se, ainda assim, não conseguir encontrar um nome para colocar na abertura da carta de apresentação, opte por um simples “Bom dia/ Boa tarde”.

2. Não dar destaque à empresa

A carta de apresentação serve para mostrar de que forma poderia ser útil à empresa. Assim, é importante que redija a sua carta de forma a dar ênfase à empresa a que se candidata. Deve referir na carta: o nome da empresa, os valores da organização com os quais se identifica, novos projectos ou desafios da empresa, entre outros.

Mostre de que forma as suas competências vão ajudar a empresa a ultrapassar um desafio e a ser bem sucedida.

3. Começar com uma frase inicial desinteressante

“Venho por este meio enviar a minha candidatura” não funciona. O recrutador já sabe que se está a candidatar a emprego – porque outro motivo estaria a enviar o seu curriculum vitae e carta de apresentação?

O primeiro parágrafo dita se o empregador fica interessado em si ou não. Por isso, é impreterível que comece de forma entusiasmada e diga, de imediato, como pensa ajudar a empresa. Conheça aqui 8 bons exemplos de parágrafos iniciais.

4. Duplicar informação constante no Curriculum Vitae

A sua carta de apresentação deve ser curta, por isso não se prenda com detalhes que já constam no CV. Lembre-se desta ideia: CV é para descrever o percurso profissional, Carta de Apresentação é para mostrar que é o candidato ideal.

5. Escrever uma carta de apresentação demasiado curta ou comprida

Idealmente, deve escrever 3 ou 4 parágrafos, cada um com 3/4 frases. Saiba aqui o que dizer em cada um deles.

6. Enviar uma carta de apresentação igual para todas as empresas

É na carta de apresentação que demonstra se seria uma boa adição aquela empresa em específico. Por isso, é importante que a redija de forma a garantir ao empregador que se enquadra na cultura empresarial.

Envie uma carta de apresentação personalizada para cada empresa a que se candidatar.

7. Escrever de forma demasiado formal ou informal

O meio termo é a solução. Ponha-se no lugar do recrutador: sentiria empatia com um candidato muito formal, que não mostra a sua personalidade? Por outro lado, confiaria num candidato demasiado descontraído para contactar clientes e fazer um bom trabalho?

Escreva a carta de apresentação da mesma forma como falaria na entrevista de emprego: formal, mas humano.

8. Enviar uma carta de apresentação descuidada

Erros ortográficos, parágrafos repetidos, frases sem pontuação e nomes incorrectos são alguns dos erros a evitar na carta de apresentação. Leia, releia e peça a um amigo para dar a sua opinião. Por norma, quem escreveu o texto tem tendência para ignorar pequenos erros porque já sabe o que está lá escrito. Um novo par de olhos ajuda-o a certificar-se de que a candidatura é enviada sem erros.

9. Incluir dados pessoais

O empregador não precisa de saber se é casado, tem filhos, qual a sua religião, nacionalidade ou género. A menos que seja pedido pelo empregador, guarde estas informações para si.

10. Não incluir os contactos

Deve terminar a carta com um “call-to-action” onde incita o empregador a telefonar-lhe e agendar a entrevista de emprego. Para tal, é necessário que forneça o seu número de telefone e e-mail.  Esta informação pode, e deve, estar repetida no CV e na carta de apresentação.

 

Fonte: The Daily Worth