O que deve ter em consideração antes de se despedirQuer demitir-se? Pedir a demissão é uma decisão de grande impacto, por isso conheça os aspetos que deve ter em consideração antes de se despedir.

Ainda que seja uma decisão séria, é algo que todos já pensámos numa certa altura, numa situação em específico, pelo menos uma vez. Se está a pensar em pedir a demissão, é necessário ponderar esta decisão e saber o que realmente implica.

Por isso, antes de agir de forma precipitada, é necessário saber o que deve ter em consideração antes de se despedir.

1. Já desempenha esta função há dois anos?

O que é esta regra dos dois anos, e porque é que é que relevante? Essencialmente, leva alguns meses para se adaptar e se sentir confortável com o cargo. Contudo, algumas pessoas não demonstram automaticamente um ótimo desempenho no seu emprego.

Precisam de algum tempo para melhorar as suas novas capacidades e para realmente contribuir para a atual empresa, antes sequer de pensarem em utilizá-las para outro emprego.

A aquisição de novas competências e o desenvolvimento das atuais, geralmente, acontece durante o seu primeiro e segundo ano de trabalho. Passar menos de dois anos num emprego pode prejudicar a sua carreira e passar a imagem de que está apenas a saltar de empresa para empresa. No entanto, se estiver numa má situação, ficar pode ser muito pior.

É importante colocar estas questões a si próprio de modo a determinar se demitir-se é o mais correto a fazer.

2. Tem a experiência necessária?

Tem adquirido a experiência necessária para que possa se candidatar a novos cargos? Pode ser necessário prolongar a sua estadia a fim de construir a credibilidade necessária e melhorar determinadas competências. Dessa forma, terá uma melhor oportunidade de conseguir o emprego que realmente deseja.

No seu currículo, a melhor forma de captar a atenção do recrutador – e de ser validado pelo Software de Recrutamento – é ao quantificar as suas competências e conquistas. Por isso, questione-se: “Consigo quantificar a minha experiência profissional no meu currículo? Ou ainda não conquistei o suficiente na minha atual posição?”

Se ainda não, o melhor é manter-se no cargo atual por mais algum tempo. Termine aquele grande projeto do qual faz parte, ou tente adquirir o máximo de experiência possível antes de realmente optar pela demissão.

3. Sente-se sobrecarregado?

Está a sentir que está a perder o controlo do que está à sua volta? Sente-se desgastado? Se é esse o caso, deve tentar “recuperar” o seu emprego antes de pedir a demissão. Procure ajuda dos seus superiores, ferramentas e recursos para que tenha um maior controlo das suas tarefas e atividades durante o seu dia-a-dia.

No entanto, se estar sobrecarregado faz parte da cultura da empresa, então pode ser a altura ideal para se demitir. Principalmente, se está a afetar negativamente a sua saúde mental, mesmo após implementar mudanças e continuar a sentir-se desgastado.

Apenas certifique-se de questionar o recrutador sobre a cultura da empresa em futuras entrevistas, para não aceitar uma proposta noutra empresa com a mesma atmosfera sobrecarregada.

4. Já tentou mudar as coisas?

Por vezes, é normal sentir-se aborrecido. Já conhece e executa as suas funções de olhos fechados, e de momento procura por algo mais desafiante. Por isso, deve dar o primeiro passo e pedir mais responsabilidades.

Em vez de se demitir, pode ser a altura ideal para colocar à prova as competências que adquiriu. Antes de pedir uma promoção, tente perguntar ao seu superior se há algo em que o pode ajudar. Não só está a demonstrar iniciativa como também o pode tirar da lista dos despedimentos (uma vez que está a mostrar o seu valor enquanto profissional).

Se a sua empresa está atualmente a despedir colaboradores, é provável que o seu superior não o considere despedir. Principalmente, porque isso iria implicar voltar a assumir funções que já lhe tinha passado.

5. Há mais alguma razão para estar a pensar em demitir-se?

Está apenas a culpar o seu emprego quando na verdade há mais alguma situação a ocorrer na sua vida? Talvez problemas numa relação ou outros problemas que estejam a deixá-lo mais stressado que o habitual?

Se está a colocar as culpas no seu emprego pelo stress a mais, a demissão pode não ser a melhor opção porque vai levar esse stress para o próximo emprego.  

É preferível resolver primeiro os problemas que não estão relacionados com o emprego antes de optar pela demissão – caso dedica que realmente é a melhor solução para a sua carreira.

 

Fonte: Work It Daily

 

Saiba Mais:

Quer demitir-se? Pedir a demissão é uma decisão de grande impacto, por isso conheça os aspetos que deve ter em consideração antes de se despedir.

Conheça as melhores dicas para lidar com o stress do trabalho a fim de manter um desempenho profissional excecional e evitar sentimentos de burnout.

Adaptar-se ao ambiente de trabalho pode ser um desafio, mas não é impossível. Por isso, fique a par das nossas dicas para se ajustar ao seu local de trabalho com sucesso.

A motivação é um ponto-chave na vida de todos. Porém, mantê-la não é fácil. Aprenda neste artigo como se manter motivado no trabalho.

Se realmente optar pela demissão e tiver uma proposta na mesa, conheça as questões que deve refletir e compreender antes de aceitar o novo emprego.

Está atualmente à procura de emprego? Então conheça as oportunidades profissionais disponíveis no nosso portal de emprego.

Além disso, a nova ferramenta do Alerta Emprego permite-lhe pesquisar oportunidades profissionais com a possibilidade de trabalhar a partir de casa. Conheça todas as ofertas disponíveis.