Entrevistas de Emprego: 25 razões para não ter sido escolhido

Entrevistas de Emprego razões para não ter sido escolhidoEstá a pensar porque é que ainda não foi contactado para entrevistas de emprego? Conheça algumas das razões pelas quais poderá não ter sido escolhido.

É especialmente difícil quando se candidata a um emprego que parece ter sido feito à sua medida. Porque razão não foi escolhido? E porque é que não foi contactado pela empresa depois de ter dedicado tanto tempo a escrever a carta de apresentação perfeita e a enviar um currículo de excelência?

É difícil saber a verdadeira razão pela qual não passou à fase das entrevistas. Contudo, pode ser útil refletir sobre algumas das razões mais comuns pelas quais os candidatos não são selecionados para a entrevista de emprego.

Assim sendo, conheça abaixo algumas das razões mais comuns não ser escolhido para entrevistas de emprego.

1. Não é adequado ao cargo

A sua candidatura foi posta de lado devido à falta de compatibilidade entre as suas capacidades e experiência e os requisitos do cargo. É importante dedicar o seu tempo a destacar as capacidades que o ajudam a mostrar a sua qualificação para determinado cargo. As empresas estão demasiado ocupadas para descobrirem se é um bom candidato. Elas estão à espera que demonstre porque é qualificado.

2. Faltam-lhe qualificações

O seu conhecimento e competências não correspondem às competências pretendidas para executar o cargo. Ou não mostrou de forma clara como aplicou as competências pretendidas. Por isso, leve o tempo que precisa para adaptar o seu currículo aos requisitos do emprego. Assim está a mostrar logo à primeira vista a razão pela qual está qualificado para este emprego.

3. Tem qualificações a mais

Existe uma perceção por parte do empregador que o vê como alguém demasiado qualificado para este cargo. Possuir qualificações a mais pode prejudicar a sua candidatura tanto ou mais como ter poucas qualificações. Utilize a sua carta de apresentação para explicar porque se está a candidatar a esta vaga, o seu entusiasmo por este cargo e o que pode oferecer à organização.

4. Não seguiu as instruções

Não forneceu os dados ou informação requisitada ou não seguiu corretamente as instruções para a sua candidatura. Uma forma fácil para os recrutadores reduzirem a amostra de candidatos passa por eliminar aqueles que não apresentaram a informação requisitada.

Se não seguiu as instruções quando se inscreveu, o recrutador pode duvidar que terá a capacidade de seguiras as regras e instruções se fosse contratado. Por isso, assegure-se que seguiu todos os passos necessários e apresentou todas as informações pedidas para efetuar a sua candidatura corretamente.

5. Não mostrou as suas conquistas

O seu currículo e carta de apresentação não revelam como conquistou determinado cargos ou estatutos numa empresa ou o impacto que teve na empresa onde trabalhou. Ao utilizar número para quantificar os seus resultados é uma excelente forma de impressionar um recrutador.

6. Erros

Existem erros ortográficos e/ou gramaticais nos seus documentos. Nem sempre é fácil encontrar os seus próprios erros. Portanto, é importante ver e rever todas as suas candidatura atentamente antes de submeter os seus dados. Também ajuda se tiver alguém que possa dar uma vista de olhos à sua candidatura.

7. A sua carta de apresentação é demasiado genérica

A sua carta de apresentação não possui qualquer destaque e não foi adaptada ao cargo em questão. O objetivo de uma carta de apresentação é vender as suas conquistas e resultados. É essencial escrever sobre o que a empresa pode ganhar com a sua contratação. Seja específico e personalize as suas cartas de apresentação para que destaquem os seus melhores atributos.

8. A sua carta de apresentação é demasiado curta

A sua carta foi demasiado breve, e o recrutador assumiu que não estava assim tão motivado em preencher a vaga. Assegure-se que a sua carta inclui todos os componentes de uma carta de apresentação bem-sucedida, e que detalhe tudo o que pode oferecer à empresa.

9. Mostra que salta de empregos frequentemente

O recrutador pode hesitar em contactá-lo para uma entrevista por observar um padrão preocupante no seu historial profissional. Se tem receio de ser visto como um colaborador pouco confiável (por estar sempre a saltar de um emprego para o outro) pode ajustar o seu currículo ou carta. Isto a fim de tirar o peso ao número de vezes que mudou de emprego.

10. Falta de habilitações

Não possui as habilitações literárias esperadas para o cargo. Muitas posições requisitam um certo nível de educação ou experiência relevante. Se não cumpre esses requisitos, poderá não ser considerado para a vaga.

É essencial ter especial atenção aos detalhes da vaga, uma vez que estas situações são muito comuns entre candidatos. E uma das maiores razões para não ser escolhido para entrevistas de emprego.

11. Demasiado caro

As suas expetativas salariais ou requisitos salariais excedem os recursos disponíveis. Se a empresa pensar que é demasiado caro para o contratar, esta pode optar por não o chamar para uma entrevista. Portanto, dedique algum tempo a avaliar as suas expetativas e se o emprego em si está ao seu nível.

12. Pouca experiência

É a falta de experiência relevante para o cargo dentro da função e/do setor. Se não tem a experiência desejada pela empresa, muito provavelmente não será chamado para uma entrevista.

Pode ter-se candidatado a um emprego um pouco mais à frente das suas competências. Se for esse o caso, comece por uma posição de júnior/entrada. Mais tarde e quando tiver mais experiência tente se candidatar outra vez, se a vaga ainda estiver disponível.

13. Não mostrou o seu potencial

Talvez não tenha mostrado o seu interesse e motivação por este emprego. Apresentou todas as características essenciais para deixar o recrutador interessado em chamá-lo para uma entrevista? Então tem de o fazer.

Uma boa forma de chamar a atenção é ao mostrar um pouco da sua personalidade na carta de apresentação. Vai ajudar a destacar-se dos restantes candidatos.

14. A vaga não é adequada para si

Não conseguiu mostrar com clareza que este emprego vai ao encontro dos seus planos e objetivos de carreira. A experiência que consta no seu currículo está relacionada com a posição a que se está a candidatar? Mostrou ao recrutador porque é que se iria enquadrar de forma bem-sucedida neste emprego e na cultura da empresa? Se não foi claro o suficiente, dedique um tempo extra a personalizar os seus documentos numa próxima vez.

15. Não tem referências

Não foi possível listar contactos de outros colaboradores que trabalham/trabalharam na empresa a que se está a candidatar para defenderem a sua candidatura. Outro candidato pode ter sido encaminhado por alguém da empresa (ou que já trabalhou na empresa).

Para não ficar automaticamente prejudica por situações deste género, certifique-se que os seus materiais de candidatura têm um visão e um objetivo claro e detalhado.

16. Lacunas no histórico profissional

Existem lacunas injustificadas no seu currículo. Estas lacunas presentes no seu currículo podem afastar potenciais empregadores. No mínimo vão questionar-se sobre o que andou a fazer durante o tempo em que não trabalhou. Portanto, deve ter especial atenção se este é o seu caso. Uma vez que pode esta é uma das maiores razões para não ser escolhido para entrevistas de emprego.

17. Presença social pouco profissional

A sua presença online pode prejudicar a sua candidatura. Por isso, antes de submeter a sua candidatura, analise as suas redes sociais pela perspetiva de um recrutador. Ajustou adequadamente as configurações de privacidade? Tudo o que está disponível ao público é apropriado? Já atualizou o seu perfil de LinkedIn para que demonstre claramente as suas competências?

Pode pensar que as redes sociais não têm peso nenhum na contratação de um profissional, mas existem casos que demonstram o contrário. Se nunca pensou nisto, acredite que esta situação pode ser a razão ou uma das razões para não ser escolhido para entrevistas de emprego.

18. Residência fora da cidade/distrito/concelho onde se localiza a empresa

Vive fora da área onde a empresa está localizada, e a mesma pode preferir candidatos locais. Nestes casos, e principalmente se não for contactado, pode ser difícil chegar a um acordo ou debater o seu caso em específico e tentar encontrar uma solução viável para ambos os lados.

19. Outros candidatos são mais qualificados para o cargo

As suas habilitações correspondem ao que empresa pretende, mas podem haver candidatos mais adequados à vaga. Nestes casos, analise atentamente as competências que a empresa pede e pondere em melhorar as suas, de modo a tonar-se um candidato mais competitivo.

20. Já existe uma forte amostra de candidatos

Candidatou-se a determinada oferta mais tarde que outros candidatos. Por vezes, as empresas precisam de contratar num curto-prazo. Podem iniciar o processo de entrevistas a partir do momento em que começaram a receber candidaturas e até já podem ter contratado alguém.

Uma boa forma de chegar à frente da multidão é criar notificações de emprego para que seja notificado sobre novas oportunidades de emprego no momento em que são publicadas.

Sabia que o nosso portal Alerta Emprego permite criar estas notificações para qualquer tipo de função e setor? Registe-se no portal, crie o seu perfil e emails de alerta para estar atualizado.

21. A empresa optou pelo recrutamento interno

A organização tem preferência por um candidato interno (que já trabalha na empresa) com um histórico comprovado. Isto não reflete as suas qualificações. Ou seja, a empresa decidiu promover um colaborador, no lugar de contratar um novo profissional.

Esta situação é até bastante normal numa empresa, tornando-se numa das razões mais comuns para não ser escolhido para entrevistas de emprego.

22. Outro candidato tinha melhores recomendações

Outros candidatos de fora podem ter sido recomendados por um colaborador da empresa cuja opinião é bastante tida em conta. Se a empresa tiver recomendações sobre quem deve considerar para determinar cargo, essas recomendações podem acabar por eliminar outros candidatos tão ou mais qualificados.

23. O processo foi posto em pausa

A incerteza sobre o financiamento pode atrasar o processo de recrutamento. Podem ter existido problemas financeiros e o processo pode ter sido posto em pausa até se resolver o problema.

24. Estão a acontecer muitas coisas de momento

Os recrutadores tão de momento sobrecarregados com outras preocupações e podem ainda não ter conseguido analisar o estado do processo. Embora a empresa tenha boas intenções, outros fatores podem ter exigido uma mudança repentina de recursos. Portanto, lembre-se que em determinadas ocasiões, é devido a algo fora do seu controlo.

25. A empresa está a ponderar novamente a necessidade de contratar mais um profissional

Nem sempre a contratação de mais um profissional é a resposta para todos os problemas de uma empresa. Por motivos de crise financeira, ou da atual pandemia da Covid-19, entre outros, podem colocar a viabilidade do processo de recrutamento em causa.

Por exemplo, contratar mais um colaborador pode significar um custo adicional que afinal a empresa não está preparada ou na verdade não tem a necessidade de suportar.

 

Fonte: The Balance Careers

 

Saiba Mais

Está a pensar porque é que ainda não foi contactado para entrevistas de emprego? Conheça algumas das razões pelas quais poderá não ter sido escolhido.

Aproveite a oportunidade e caso tenha sido selecionado para uma entrevista de emprego, fique a par das nossas dicas. Aprenda a dominar a forma como se expresse e conheça o truque para ser agradável.

Para além disso, saiba o que não deve dizer durante uma entrevista de emprego, a fim de não prejudicar a sua oportunidade.

Se por outro lado está à procura de emprego, conheça o nosso portal Alerta Emprego! Uma plataforma com diversas oportunidades de emprego para diferentes funções e regiões.

Atualmente, a nova ferramenta do Alerta Emprego permite-lhe pesquisar oportunidades profissionais com a possibilidade de trabalhar a partir de casa. Conheça todas as ofertas disponíveis.

6 Empresas a Recrutar em Portugal esta semana

Siga-nos

Artigo anterior EDP aumenta para 1.500 euros o salário de entrada de licenciados
Próximo artigo Covid-19: existem empresas que estão a recusar contratar mulheres

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fechar